Com data para chegar

Emirates confirma planos de receber o 777-9 em meados de 2023

Companhia anunciou inclusive que parte da frota receberá a nova classe econômica premium


Mesmo após revisão nos pedidos a Emirates se mantém como o maior cliente da família 777X

A Emirates Airline deverá receber seus primeiros Boeing 777-9 em meados de 2023, confirmando a expectativa do setor que espera um maior prazo para certificação e entrega dos novos Triplo Sete.

Ainda que a Boeing tenha retomado um cronograma normal para a campanha de certificação dos 777X, a pandemia e a retração do mercado global de viagens internacionais forçou uma mudança no calendário.

Há poucos dias a Emirates Airline anunciou uma nova classe econômica premium, que será instalada inicialmente em seus Airbus A380. Em nota oficial a companhia árabe ressaltou sua estratégia para vencer o novo período de pós-pandemia. Entre as mudanças está a confirmação que os primeiros 777-9 devem se juntar a frota já em 2023, com alguns aviões contando com a Premium Economy.

A Emirates encomendou em julho de 2014 um total de 150 aeronaves da família 777X, incluindo os 777-8, a versão intermediária que possuí capacidade entre os atuais 777-200ER e 777-300ER.

Porém, as mudanças no mercado, antes mesmo da pandemia, levaram a empresa árabe a converter parte de seus pedidos para os modelos da família 787 Dreamliner. Considerados mais eficientes que os 777 de primeira geração, os Dreamliner devem permitir ainda a expansão de rotas e horários, além de uma melhora oferta de assentos.

Ainda que seja atualmente o maior operador global do 777, com 155 aeronaves na frota, entre versões de passageiros e carga, a Emirates está revendo o uso dos versáteis Triplo Seven. O último 777-300ER chegou a frota em dezembro de 2018, com a promessa de receber o primeiro 777-9 em 2021. Atrasos no cronograma de desenvolvimento, somado a pandemia, levaram a mudança de datas e no total de aeronaves encomendadas da nova família. Aliás, o 777-8 teve, por ora, seu desenvolvimento suspenso pela Boeing.

Assim como os Airbus 380, os quais a Emirates deve receber os últimos produzidos ainda em 2021, o Boeing 777-9 enfrenta o desafio de ser grande demais diante da realidade do mercado. Oferecendo uma capacidade superior aos 777-300ER, o novo avião visa substituir não apenas seu antecessor, mas também os A380 e 747-400, justamente dois modelos considerados pouco atraentes ao mercado. Evidentemente os 777-9 prometem um custo por assento consideravelmente inferior aos quadrimotores, mas ainda assim, a nova realidade de mercado forçou uma mudança de planos de seu maior cliente. Porém, a confirmação que os primeiros 777-9 terão a nova cabine econômica premium e que chegam em 2023, reflete a confiança da Emirates em manter sua estreita relação com o Triplo Sete.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 4 de Janeiro de 2021 às 10:40


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Boeing Airbus A380 777X 777-9 777-300ER 787 Dreamliner Emirates