Israel e Emirados Árabes recebem voo histórico da El Al

Operação marca uma aproximação entre os dois países e contou com sobrevoo do espaço aéreo saudita


 

Voo 971 da El Al marca aproximação entre os Emirados Árabes e Israel | Foto: Governo de Israel

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

A israelense El Al realizou ontem (31) um histórico voo entre em Israel e os Emirados Árabes, abrindo um novo capítulo nas relações diplomáticas entre os dois países. A operação foi realiza por um Boeing 737-900ER (4X-EHD) que decolou de Tel Aviv com destino a Abu Dhabi.

A operação ocorreu após um amplo acordo assinado pelos governos locais, que inclui uma série de parcerias relacionadas à cultura, energia, meio ambiente, saúde, segurança, tecnologia e telecomunicações.

Segundo as autoridades locais, o voo contou com a presença de autoridades e representantes de diversos órgãos de governo, entre os quais estava Jared Kushner, genro e conselheiro do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Outra novidade no voo foi a inédita autorização da El Al sobrevoar o espaço aéreo saudita. Historicamente Israel e a Árabia Saudita não mantem laços diplomáticos, usualmente com pouca boa vontade entre ambos os governos. Porém, um acordo inédito também ampliou o simbolismo do voo.

A Arábia Saudita em 2018 passou a autorizar que os voos da Air India com destino a Israel utilizem espaço aéreo, mas não libera que nenhuma aeronave de bandeira israelense sobrevoe seu território, exigindo um longo desvio pelo Mar Vermelho.

Oficialmente nenhum país comentou a autorização excepcional, mas acredita-se que ela ocorreu em resposta a um pedido da Casa Branca, visto a presença da delegação norte-americana a bordo. "É a primeira vez que isso acontece e quero agradecer ao Reino da Arábia Saudita por torná-lo possível", disse Kushner após aterrissar em Abu Dhabi.

Os Emirados Árabes se tornaram o terceiro país da comunidade árabe a estabelecer relações com Israel, seguindo os acordos assinados pelo Egito, em 1979, e Jordânia, em 1994. Além disso, cancelou oficialmente seu boicote econômico a Israel, que estava em vigor há 48 anos.

A operação aconteceu duas semanas após o anúncio de um acordo que inclui o lançamento de voos comerciais entre Israel e Emirados Árabes, aproximação apoiada pelo governo norte-americano.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 1 de Setembro de 2020 às 08:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 737 Israel Abu Dhabi Emirados Árabe Trump EUA Casa Branca Arábia Saudita El Al