O dólar bom para a Embraer


  

Os resultados do segundo trimestre da Embraer trouxeram um alento aos seus investidores. A contratação de 102 aeronaves no período ajudou a empresa a alcançar uma carteira de pedidos firmes de US$ 23 bilhões, o maior nível de sua história. Mais: o aumento do valor do dólar no período, que chegou a ultrapassar os R$ 3,50, impactou diretamente na receita do fabricante brasileiro, que foi de R$ 4,7 bilhões, crescimento de 52% em relação ao mesmo período de 2014. Evidentemente, o aumento das vendas no segmento de segurança e o porte das aeronaves comercializadas aumentaram o faturamento da Embraer. A moeda americana também foi determinante para a apuração do lucro líquido de R$ 400 milhões no trimestre, ante o prejuízo de R$ 196 milhões de abril a junho do ano passado. Tais números fizeram diversas corretoras, como a paulistana Coinvalores, recomendarem a compra dos papéis da Embraer, que vem oscilando durante todo o ano na bolsa. Desde janeiro, as ações da companhia caíram 9,69%.

Por André Jankavski

Publicado em 3 de Setembro de 2015 às 00:00


Aeroinvest Embraer invertidores dolar aumento

Artigo publicado nesta revista