Risco a bordo

Mais um celular pega fogo em voo

Problema num Galaxy Note 2 causou preocupação em voo na Ásia


Mais um caso de incêndio envolvendo um smartphone ocorreu em voo. Os passageiros e comissários sentiram um forte cheiro de queimado durante o voo da IndiGo 6E054, entre Cingapura e Chennai. A equipe de cabine rapidamente localizou a origem da fumaça, que saia do bagageiro acima do assento 23C.

Os tripulantes localizaram a origem do incidente, um celular Samsung Galaxy Note 2, que vem sofrendo com superaquecimento, gerando fumaça e calor, mas sem iniciar um processo de combustão. Utilizando um dos extintores à bordo a anomalia foi neutralizada.

 

 

Após uma falha de construção nas baterias de íons de lítio tem tornado o uso de aparelhos eletrônicos até certo ponto perigoso. No entanto, o modelo em questão não havia apresentado nenhum problema grave, ao contrário do Galaxy Note 7, que foi submetido a um amplo processo de recall e teve seu uso não recomendado pela FAA (Federal Aviation Administration), dos Estados Unidos, além de ter sido proibido a bordo por diversas empresas aéreas do mundo.

Ernesto Klotzel

Publicado em 23 de Setembro de 2016 às 17:30


Notícias