Negócios na China

EUA terão novamente voos com destino a China

Delta Air Lines retomará operação para o país asiático após suspensão de voos iniciada em fevereiro


Voos para Shanghai serão operados pelos Airbus A350 e terão uma escala na Coréia do Sul

A Delta Air Lines reiniciará amanhã (25) seus voos com destino a China, suspensos desde o início da pandemia. As autoridades chinesas proibiram na ocasião voos da maior parte do mundo para o país, sob alegação de riscos sanitários, ainda que as empresas chinesas tenham mantido frequências mínimas para o exterior.

A Delta retomará as frequências entre Seattle e Shanghai-Pudong, via Seoul, na Coréia do Sul, com duas frequências semanais. A empresa é a primeira companhia aérea dos Estados Unidos a reconectar o país com a China desde a suspensão temporária em fevereiro devido ao surto de covid-19. Os voos serão realizados com o Airbus A350, que está configurado com 32 poltronas na classe executiva, 48 na Premium Economy e 226 assentos da classe econômica.

LEIA TAMBÉM

“A Delta está comprometida em levar nossos clientes aos seus destinos com segurança e confiança, especialmente neste momento crítico. Estamos implementando medidas práticas sem precedentes de saúde e segurança, para que os clientes tenham facilidade e segurança em todos os pontos de sua jornada”, disse Wong Hong, presidente da Delta na China e Singapura.

A Delta foi uma das primeiras empresas a adotar um novo padrão sanitário, com base em aconselhamento médico especializado, além de ter lançado recentemente uma divisão especializada de limpeza para melhorar a higiene a bordo das aeronaves.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 24 de Junho de 2020 às 11:50


Notícias notícia de aviação aeronave avião Airbus A350 China covid-19 Delta Air Lines Seattle Shanghai Coréia do Sul classe executiva