Tráfico de Drogas

Avião que pertenceu aos bombeiros de Brasília é apreendido com drogas

Aeronave foi interceptada pela FAB em operação conjunta com a Polícia Federal


Navajo apreendido com drogas pertencia anteriormente ao corpo de bombeiros do Distrito Federal

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Em operação conjunta entre a Polícia Federal e Força Aérea Brasileira, um Embraer EMB-820C Navajo procedente da Bolívia foi interceptado e obrigado a pousar. A aeronave realizava um voo irregular sobre o estado de Goiás e os dois tripulantes acabaram presos durante a operação.

A operação ocorreu na tarde da última sexta-feira (05), quando o Navajo foi classificado como tráfego aéreo desconhecido e passou pelos procedimentos de interrogação e acompanhamento até o pouso na região de Fernandópolis (SP), sob a coordenação do Comando de Operações Aeroespaciais.

LEIA TAMBÉM

Após o pouso, a Polícia Federal e a Polícia Militar paulista assumiram a ação. A bordo foram encontrados mais de 450 quilos de cocaína, que possivelmente seria distribuído internamente no Brasil. Usualmente drogas destinadas a Europa utilizam rotas na região norte.

Por curiosidade, o EMB-820C Navajo apreendido nesta operação fez parte do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal até o ano de 2019, quando a aeronave foi leiloada, na época, com valor inicial de R$ 95 mil. A ironia, antes de pertencer aos bombeiros da capital federal, a aeronave havia sido apreendida justamente por estar sendo utilizada por narcotraficantes.

Atualmente o avião pertence a um particular, mas não foi possível confirmar se durante o voo o proprietário ou funcionário era responsável pela operação, nem se o Najavo havia sido roubado e posteriormente destinado ao uso pelo tráfico internacional.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 9 de Junho de 2020 às 11:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião FAB Super Tucano A-29 Embraer Navajo EMB-820C Bombeiros Distrito Federal Brasília