100 milhões em ação

American e Bill Gates se unem para criar combustível verde

Parceria busca desenvolver tecnologias ambientalmente responsáveis


Boeing 787 da American Airlines

Aviação tem feito melhorias constantes na busca para maior eficiência ambiental, mas modelo ainda exige investimentos

A American Airlines investiu US$ 100 milhões (R$ 532 milhões) junto a Breakthrough Energy Catalyst em um esforço colaborativo para acelerar o desenvolvimento de novas tecnologias de energia limpa para o setor aéreo.

Um dos entraves para a aviação no médio prazo são as regras ambientais mais rígidas, que preveem redução completa da pegada de carbono até 2050. Além disso, os custos com combustíveis fósseis continuam sendo um desafio econômico para o setor.

A aviação ainda busca ainda uma redução no impacto hídrico, de energia elétrica no mesmo período.

A American espera ajudar a viabilizar e acelerar o desenvolvimento de soluções de redução de emissões como o combustível de aviação sustentável (SAF - sustainable aviation fuel).

"Vemos um imenso potencial na missão da Breakthrough Energy Catalyst, e nosso investimento é um voto de confiança na capacidade desta abordagem única e colaborativa de fazer a diferença", disse Doug Parker, Presidente e CEO da American. "Temos uma visão ambiciosa de um futuro com baixas emissões de carbono para nossa companhia aérea, mas sabemos que nossos próprios esforços têm um limite sobre onde podem nos levar. Ao trabalhar em parceria com a Catalyst, estamos ajudando a acelerar e aumentar as soluções nascentes de nossa indústria, como o combustível sustentável para a aviação, juntamente com outras tecnologias que serão necessárias para reduzir as emissões da aviação e de toda a economia."

A Breakthrough Energy Catalyst reúne empresas, governos e filantropia privada para acelerar a adoção de tecnologias limpas e críticas. A entidade foi fundada pelo bilionário co-fundador da Microsoft, Bill Gates. O empresário é um entusiasta de alta tecnologia e de formas de melhorar a vida de pessoas e o meio ambiente.

"Evitar um desastre climático exigirá uma nova revolução industrial. Precisamos tornar as tecnologias e produtos que não causam emissões tão baratos quanto aqueles que causam, para que o mundo inteiro possa colocá-los em uso", disse Bill Gates. "O Programa Catalyst se concentrará em apoiar tecnologias que são vitais para que o mundo alcance emissões líquidas zero, mas que atualmente são muito caras para serem adotadas em escala".

A Catalyst começará financiando projetos de combustível de aviação sustentável, hidrogênio verde, captação direta de ar e armazenamento de energia de longa duração.

A parceria da American Airlines com a Catalyst exemplifica o tipo de cooperação necessária para descarbonizar a indústria e prevenir os efeitos mais graves das mudanças climáticas.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 21 de Setembro de 2021 às 12:00


Indústria notícias de aviação aeronave avião aviação American Airlines Bill Gates SAF poluição Microsoft