Legado soviético

Turistas poderão sobrevoar a usina de Chernobyl

Empresa aérea da Ucrânia fará voo especial para relembrar a maior tragédia nuclear da Europa


Boeing 737 da Ukraine Airlines

Ukraine International terá voo especial para relembrar os 35 anos da maior tragédia nuclear da Europa

Prestes a completar 35 anos da tragédia nuclear de Chernobyl, a Ukraine International Airlines fará um voo panorâmico sobre a zona restrita da cidade de Pripyat e da antiga usina. A operação será realizada com um Embraer 195, no dia 25 de abril.

Com bilhetes vendidos a £ 77 (R$ 596,31), o voo terá duração de uma hora e meia, partindo do aeroporto de Boryspil. A rota contará com uma passagem panorâmica sobre a capital Kiev, para então seguir até a emblemática cidade abandonada. O avião sobrevoará a região com a altura mínima permitida de 900 metros.

Os passageiros também poderão fazer um tour especial em um Boeing 777 da Ukraine International Airlines no aeroporto de Boryspil, além de concorrerem a uma visita guiada na zona de exclusão de Chernobyl. Desde 2011 é autorizado que pequenos grupos de turistas visitem a região, que conta com rígidas regras de permanência e deslocamento, por conta da alta contaminação do solo e índices elevados de radiação.

Era madrugada do dia 26 de abril de 1986 quando o reator quatro da usina nuclear de Chernobyl explodiu e consequentemente espalhou material radioativo a partir da pequena cidade de Pripyat, na Ucrânia e que fazia parte da antiga União Soviética.

O acidente tomou enormes proporções ao espalhar altos de altos níveis de radiação na atmosfera, afetando inclusive países vizinhos, tornando-se o maior acidente nuclear da época e que resultou na morte de milhares de pessoas. Além disso, a catástrofe obrigou a rápida evacuação da cidade de Pripyat e cidades próximas.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 15 de Abril de 2021 às 10:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Embraer E-Jet E195 Ukraine International Airlines Chernobyl União Soviética