Todos atrás de máscaras

Protótipos e aviões demonstradores se unem no combate ao Covid-19

Airbus e Boeing disponibilizam suas aeronaves para transportar suprimentos médicos


Airbus A330 MRTT ainda incompleto foi enviado para a China para buscar mais de 4 milhões de máscaras

O transporte de suprimentos e itens vitais para o combate ao COVID-19 levou aos principais fabricantes de aeronaves no mundo a utilizarem seus aviões demonstradores, ou que serão destinados a clientes, para buscar máscaras e testes na China.

LEIA TAMBÉM

Protótipo do A350-1000 foi enviado para a China para buscar carga de máscaras que foram enviadas para a Europa

A Airbus deslocou um de seus A350-1000 para Tianjing, onde recebeu milhares de máscaras médicas. Parte da encomenda foi acondicionada na cabine de passageiros, ampliando a capacidade de transporte do avião. Dias antes, um A330 MRTT, a versão militar de reabastecimento em voo do A330, também voou para China para buscar 4 milhões de máscaras.Da mesma forma, um demonstrador do A330-800 também foi utilizado na mesma rota para transportar suprimentos hospitalares para a Europa.

Gigante Dreamlifter, utilizado na logística de componentes do 787, se uniu ao combate ao Covid-19

 

A Boeing disponibilizou seus supercargueiros Dreamlifter, derivado do 747-400, para auxiliar as equipes de saúde dos Estados Unidos no transporte de medicamentos, equipamentos hospitalares e insumos médicos.

Expectativa é que novos voos especiais sejam realizados durante as próximas semanas para atender a elevada demanda por máscaras e respiradores.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 9 de Abril de 2020 às 19:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 747 Dreamlifter Airbus A350 A330 A330 MRTT A330-800 China covid-19 coronavirus