Alternativa ao deserto

Primeiro Airbus A380 aposentado da Emirates vai virar item de colecionador

Itens colecionáveis serão extraídos da aeronave e posteriormente vendidos para entusiastas


Airbus A380 da Emirates

O A6-EDA (foto) esteve em operação por 13 anos nas cores da Emirates Airline | Foto: Divulgação

A Emirates Airline assinou um contrato com a empresa Falcon Aircraft Recycling, com sede nos Emirados Árabes, para iniciar o processo de reciclagem dos primeiros Airbus A380 que serão retirados de serviço.

Além de ser desmontado visando uma completa reciclagem, o primeiro A380 da Emirates terá alguns componentes transformados em itens colecionáveis. A empresa árabe é a maior operadora global do gigante da Airbus, com mais de cem unidades na frota e que representam o cartão de visitas de Dubai.

A Falcon deverá selecionar alguns componentes, que serão convertidos em itens de decoração e colecionáveis. A venda de partes de aeronaves é destinada especialmente ao público de entusiastas da aviação, ainda que tenha apelo com diversos segmentos, incluindo escritórios de arquitetura.

Após completar o seu último voo comercial, há um ano, o A6-EDA, primeiro A380 que a Emirates operou, foi retirado da frota e levado para o centro de engenharia da companhia aérea, onde foram recuperados alguns componentes que serão utilizados por aeronaves ainda em serviço. Em seguida, foi dado baixa no registro do avião e a posterior entrega as equipes de reciclagem de aeronaves da Falcon.

As aeronaves terão parte dos componentes reaproveitadas e a maior parte de sua estrutura será reciclada, reduzindo drasticamente o impacto ambiental do processo de desmontagem e os resíduos de aterros sanitários.

Cada vez mais, aeronaves aposentadas são levadas para locais remotos, como no aeroporto logístico da Califórnia do Sul (VCV), em Victorville, nos Estados Unidos, e abandonadas depois de terem peças úteis retiradas e reaproveitadas.

Os projetos tradicionais de reciclagem se concentram na recuperação apenas de componentes rentáveis, deixando para trás outros materiais que ficam ociosos por anos, aguardado o interesse de empresas que compram este tipo de sucata. Além disso, muitos itens podem ser difíceis de reciclar ou descartar, por exemplo, tecidos que retardam a ação do fogo e alguns tipos de materiais compostos.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 1 de Novembro de 2021 às 13:05


Notícias noticias noticias de aviação Emirates Airbus A380 Reciclagem Emirados Árabes aviação avião aeronave Dubai reciclagem