O inimigo mora ao lado

Mitsubishi terá escritório de desenvolvimento vizinho a rival Bombardier

Fabricante japonês inaugura escritório em Quebec voltado para a certificação e entrada em serviço dos SpaceJet


Rebatizado como SpaceJet, novo avião regional japonês terá centro de desenvolvimento no Canadá e mira o mercado norte-americano

A Mitsubishi Aircraft terá um centro de desenvolvimento no Canadá, voltado para a certificação e entrada em serviço dos SpaceJet. O anuncio ocorre meses após o fabricante japonês estabelecer sua sede em Renton, no estado norte-americano de Washington.

A nova unidade será estabelecida em na região de Quebec, considerado o berço da aviação comercial canadense. Ainda que não tenha confirmado, a escolha do Canadá acontece logo após a Mitsubishi adquirir o programa CRJ, da Bombardier. Como resultado, o fabricante nipônico terá acesso a um hub aeroespacial, contando com a presença de diversos fabricantes aeroespaciais, incluindo alguns dos parceiros e fornecedores do SpaceJet.

LEIA TAMBÉM

O escritório estará localizado na área de Boisbriand e em seu primeiro ano a Mitsubishi Aircraft pretende criar cerca de 100 empregos focados na certificação e entrada em serviço do SpaceJet, planejando aumentar esse número nos anos seguintes.  O objetivo da Mitsubishi é avançar na certificação do SpaceJet (antigo MRJ), que deverá entrar em serviço no próximo ano, com a japonesa All Nippon Airways (ANA).

"Nossa presença em Montreal aumenta nossa presença nos principais centros aeroespaciais globais, incluindo Nagoya e Washington", disse Alex Bellamy, diretor de desenvolvimento da Mitsubishi.

A sede da Mitsubishi Aircraft está em Renton, a mesma cidade onde a Boeing possui uma de suas principais plantas industriais, destinadas a produção dos 747-8, 767F, 777 e 787.

Lançado em 2008, então como MRJ, acrônimo de Mitsubishi Regional Jet, o modelo deveria ter sido entregue em 2013, mas ao longo dos anos sofreu uma série de atrasos. No Paris Air Show 2019 o modelo foi rebatizado como SpaceJet e reorganizou suas estratégias de mercado. O objetivo é ingressar no mercado de aviação regional dos Estados Unidos, considerado o principal do mundo para esta categoria de avião.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan | Fotos: Divulgação

Publicado em 23 de Setembro de 2019 às 07:00


Notícias notícia aviação avião Mitsubishi MRJ SpaceJet Boeing 747-8 Jumbo 777 767F 787 Dreamliner M100 Renton Canadá Quebéc EUA