AERO Magazine

Foco na aviação de negócios

Mitsubishi pode comprar projeto de avião comercial da Bombardier

Fabricantes estudam acordo para o programa CRJ

Por Edmundo Ubiratan | Fotos: Divulgação em 5 de Junho de 2019 às 15:00

Bombardier poderá vender programa CRJ para a Mitsubishi

A Mitsubishi poderá adquirir o programa de jatos regionais CRJ, da Bombardier. Ainda que a empresa japonesa trabalhe em um projeto próprio de desenvolvimento de um avião regional, com capacidade para 70 até 90 assentos, basicamente a mesma faixa de mercado da família CRJ, a expectativa é que o acordo seja celebrado na próxima semana, durante o Paris Air Show.

A Mitsubishi tem desenvolvido, desde meados de 2007, a família MRJ (acrônimo de Mitsubishi Regional Jet), recém rebatizada como SpaceJet, mas que vem enfrentando uma série de dificuldades de projeto. O programa acumula mais de seis anos de atraso e o primeiro avião, com capacidade para 90 assentos, está fora do limite do mercado de aviação regional dos Estados Unidos, cujo limite regulamentar são 70 assentos. O mercado de aviação regular norte-americano é o maior do mundo, com ampla participação da aviação regional na integração da vasta malha aérea.

LEIA TAMBÉM

Após uma reestruturação da divisão de aviação, Bombaerdier iniciou a venda de sua unidade de aviação comercial

O modelo para 70 assentos foi postergado, visando iniciar as vendas da aeronave de maior capacidade, que originalmente disputaria mercado com os Embraer 170 e 175, os modelos de até 90 lugares de primeira geração da família E-Jet, assim como com os CRJ.

Com as recentes mudanças no cenário da aviação regional, com a venda dos programas E-Jet e CSeries, para as gigantes Boeing e Airbus, respectivamente, a Mitsubishi passou a contar com dois gigantes globais disputando seu pretendido mercado.

Recentemente a Bombardier iniciou um processo contra a Mitsubishi referente a uma suposta espionagem industrial envolvendo o CSeries. A denúncia afirma que a Mitsubishi contratou diversos engenheiros do programa CSeries, que antes de deixar a Bombardier copiaram uma infinidade de dados do projeto, incluindo informações dos processos de certificação e homologação do jato regional canadense.

LEIA TAMBÉM

Programa MRJ da Mitsubishi acumula mais de seis anos de atrasos

Ainda que oficialmente a Bombardier não tenha declarado seu interesse em vender o programa CRJ, é pouco provável que a companhia mantenha a sua divisão de aviação comercial, hoje centrada apenas neste projeto. Recentemente a Bombardier vendeu os programas CSeries e QSeries, praticamente abandonando o mercado de aviação regular.


Notícias Mitsubishi MRJ Space Jet Bombardier CSeries CRJ Embraer E-Jet Airbus Boeing


COMO ESCOLHER SUA AERONAVE

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
Digital
1 ano
Digital
2 ano

Assine InnerImpressaImpressaDigitalDigital
1 ano2 anos1 ano2 ano
Edições12241224
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 432,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 64,80R$ 100,00
Desconto
EconomizaR$ 151,20R$ 332,00
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também 4 Pôsteres PORTA COPOS

Boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas