67 mil deverão se vacinar

Funcionários de companhia aérea serão obrigados a se vacinar contra a covid-19

Determinação vale para 67 mil funcionários da United Airlines


Boeing 737-800 da United Airlines

Medida pode ser seguida pelas concorrentes e se espalhar para o mundo

A United Airlines vai exigir que 67 mil funcionários lotados nos Estados Unidos estejam vacinados contra a covid-19, até 25 de outubro, ameaçando demitir quem se recusar a receber a(s) dose(s).

Desde junho, apenas recém-contratados deveriam apresentar comprovação de vacinação, seguindo decisão adotada pela Delta Air Lines no mês anterior. O endurecimento da regra poderá fazer com que as concorrentes sejam pressionadas a fazer o mesmo nas próximas semanas.

Sabemos que alguns de vocês discordarão da decisão de exigirmos a vacina para todos os funcionários, mas não temos maior responsabilidade com você e seus colegas do que garantir sua segurança quando você está no trabalho, e os fatos são cristalinos: todos estão mais seguros quando todos são vacinados”, disse o CEO da United, Scott Kirby, e o presidente Brett Hart, em um comunicado interno.

Os funcionários deverão enviar comprovantes das duas doses das vacinas da Pfizer, da Moderna ou a dose única da Janssen, cinco semanas após as autoridades federais darem aprovação total ou até a data limite.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 6 de Agosto de 2021 às 21:10


Notícias noticias noticias de aviação United Vacina Pfizer Janssen Moderna EUA Funcionários