Curiosidades

Falhas nas sequências numéricas


A denominação das aeronaves das Forças Armadas dos Estados Unidos segue uma sequência numérica precedida por letras que indicam a sua função (bombardeiros B-24, B-25, B-26, B-29; caças F-15, F-16, F-18, F-22, F-35; transportes C-5, C-17, etc.). Mas, onde está o B-27, o B-28, o F-17, os F-19/20/21, F-23 a F-34 e muitos outros?

O que ocorreu frequentemente é que quando se chamou uma concorrência para um caça posterior ao existente F-15, por exemplo, os fabricantes concorrentes, General Dynamics e Northrop, apresentaram o XF-16 e XF-17, respectivamente. O vencedor foi a então General Dynamics e seu protótipo virou o famoso caça F-16. Já o avião da Northrop foi praticamente esquecido (um protótipo pode ser visto no Museu do USS Intrepid, em Nova York), mas a denominação XF-17 não pode mais ser usada. Esse é o motivo das “falhas” nas sequências numéricas.

Na foto, o Boeing X-32 (você já o tinha visto?), que foi vencido na concorrência Joint Strike Fighter pelo Lockheed Martin X-35, hoje F-35 Lightning II, em 2001, exposto no Patuxent River Naval Air Museum, em Lexingtong Park, no estado americano de Maryland.

Da redação

Publicado em 19 de Janeiro de 2014 às 00:00


Curiosidades curiosidades falhas numéricas Boeing X-32