Foi presidente na época da fusão da McDonnell Douglas

Ex-Boeing vai apoiar o desenvolvimento de novo avião supersônico

Executivo deverá participar do processo de produção do futuro jato comercial Overture, que será capaz de superar a barreira do som


Overture o futuro avião supersônico comercial

Overture deverá iniciar seus voos regulares em 2029, voando duas vezes mais rápido que os aviões comerciais atuais

A Boom Supersonic contratou o ex-CEO da Boeing, Phil Condit, para construir seu conselho de líderes e fornecer conselhos estratégicos para a empresa a partir de uma variedade de perspectivas.

A companhia também trouxe para seu quadro de conselheiros Tim Brown, presidente executivo da celebrada empresa de design IDEO. A Boom Supersonic trabalha no desenvolvimento do primeiro avião comercial supersônico de nova geração, que deverá estar em serviço até o final da década.

“Desde a nossa fundação, nossos consultores têm sido contribuintes ativos e cruciais para a construção do futuro supersônico, estou honrado receber Phil Condit e Tim Brown neste grupo”, disse Blake Scholl, fundador e CEO da Boom. “Ambos trazem perspectivas inestimáveis ​​– Phil como um líder veterano na aviação comercial e Tim como um inovador amplamente respeitado em design centrado no ser humano”.

Em outubro a Boom realizou a apresentação do seu demonstrador de tecnologia XB-1, que deverá iniciar seus voos experimentais ainda este ano. O modelo será utilizado na validação de uma série de conceitos aerodinâmicos que permitam reduzir o estrondo sônico.

A companha espera aproveitar o amplo conhecimento de Condit no setor aeroespacial. O executivo liderou a aquisição da McDonnell Douglas pela Boeing, em 1997, sendo ainda o responsável direto pelo programa de desenvolvimento do 777, o primeiro projeto da Boeing integrado, as equipes de engenharia estavam diretamente conectadas com clientes, fornecedores e funcionários gerais. Além disso, trabalhou diretamente nos programa de desenvolvimento do 747 e 757.

“Fui atraído para Boom pelo significativo progresso que a equipe já fez no desenvolvimento de um avião supersônico sustentável ”, disse Condit. “A equipe de Boom tem a profundidade técnica e know-how para cumprir seu objetivo, estou animado por ter outra oportunidade de ajudar a fazer história da aviação”.

Um dos desafios do projeto é construir um avião viável do ponto de vista econômico e ambiental. O excesso de ruído e consumo de combustível são um dos entraves da aviação supersônica, exigindo uma nova abordagem capaz de neutralizar tais efeitos.

A chegada de Brown visa utilizar seu conhecimento de design voltado para a novação e completa integração com o ser humano, levando em consideração a natureza interdisciplinar do projeto e seu uso final. A perspectiva é que o projetista possa ampliar a experiência de voo para os passageiros e tripulações a bordo do Overture, o futuro avião comercial da Boom.

O Overture será um avião supersônico com capacidade entre 65 a 88 assentos, que deverá realizar seu primeiro voo em 2025, com expectativa de iniciar sua operação regular em meados de 2029. O modelo promete voar ao menos duas vezes mais rápido que os atuais aviões comerciais, podendo operar em mais de 500 rotas transoceânicas no mundo todo.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 22 de Fevereiro de 2021 às 07:36


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Boeing Overture Sonic Boom supersônico XB-1