Arregaçando as mangas

Emirates amplia uso de avião de passageiros no transporte de carga

Cabine pode adicionar até 24 toneladas adicionais na capacidade cargueira do 777-300ER


Com carga na cabine de passageiros capacidade de transporte do 777-300ER pode chegar próximo de 74 toneladas

A Emirates SkyCargo deverá ampliar o uso dos Boeing 777-300ER configurados para o transporte de passageiros em voos exclusivamente cargueiros. Atualmente, a companhia árabe opera onze Boeing 777F, com capacidade para transportar cerca de 100 toneladas de carga por voo. Porém, a alta demanda por transporte de carga levou a Emirates passar a utilizar parte da frota de sessenta Boeing 777-300ER em voos de carga. com porão que pode levar 40 a 50 toneladas.

Para otimizar a elevada demanda de carga e ampliar a capacidade de transporte, a Emirates SkyCargo começou a transportar carga nos compartimentos de bagagem de mão e nos assentos dos Boeing 777-300ER, seguindo um padrão que tem se tornado cada vez mais comum no setor aéreo. O uso da cabine de passageiros permite ampliar em até 24 toneladas a capacidade de carga, podendo chegar as 74.000 kg por voo, ligeiramente inferior a capacidade do modelo cargueiro. Uma das preocupações para este tipo de transporte é a segurança na operação, exigindo um rearranjo na forma de armazenar conteúdo na cabine de passageiros.

LEIA TAMBÉM

Embora o transporte de passageiros tenha sido duramente afetado nas últimas semanas, a Emirates SkyCargo, divisão de transporte logístico da empresa árabe, manteve uma média de quase 100 voos diários para uma rede de destinos que inclui mais de 65 cidades em seis continentes.

“Adotamos uma abordagem cuidadosa de transporte de carga nas cabines das nossas aeronaves de passageiros Boeing 777-300ER. Tivemos que avaliar a demanda do mercado em relação aos riscos potenciais às nossas operações”, disse Nabil Sultan, vice-presidente sênior da divisão de cargas da Emirates. “Após uma avaliação detalhada, lançamos um conjunto de diretrizes e procedimentos, incluindo regras sobre o tipo de carga que pode ser transportada na cabine”.

Inicialmente as operações com carga na cabine de passageiros iniciou nos voos a partir de hubs no Japão e Índia, mas o procedimento deverá ser expandido globalmente. "Nas próximas semanas, mais voos serão operados com carga tanto no porão quanto na cabine principal. Além disso, estamos analisando outras medidas, incluindo a remoção de assentos de aeronaves selecionadas para rotas comerciais de alta demanda", comentou Sultan.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 7 de Maio de 2020 às 10:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 777 777-300ER Emirates covid-19 coronavirus carga