Maior nível desde 1990

Demanda por carga aérea tem alta histórica em março

Aumento foi de 4,4% em relação aos níveis anteriores à pandemia


Airbus A350 da Iberia

Transporte de carga aérea continua apresentando melhora ao longo dos últimos meses

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na siga em inglês) divulgou os resultados dos mercados globais de transporte aéreo de carga de março de 2021. Segundo o relatório, a demanda de carga aérea continuou acima dos níveis pré-covid (março de 2019), com aumento de 4,4%.

A demanda de março atingiu o nível mais alto desde o início dos registros em 1990. A demanda em relação ao mês anterior também aumentou, mas em um ritmo mais lento do que em fevereiro, o aumento foi de 0,4% em março em relação aos níveis de fevereiro de 2021.

A associação destacou que as comparações entre os resultados mensais de 2021 e 2020 estão distorcidas pelo impacto causado pela pandemia, que criou um cenário não previsto em toda indústria. As comparações do levantamento são relacionadas a março de 2019, que seguia um padrão de demanda normal.

"O transporte aéreo de carga é um segmento positivo da aviação. A demanda atingiu uma alta histórica em março, com aumento de 4,4% em relação aos níveis pré-covid (março de 2019)”, destacou disse Willie Walsh, diretor geral da Iata.

O maior crescimento ocorreu na demanda global, medida em toneladas de carga por quilômetro (CTK), que subiu 4,4% no comparativo e aumentou 0,4% em relação a fevereiro de 2021. Porém, o crescimento foi menor que o registrado no mês anterior, quando o aumento foi de 9,2% em relação a fevereiro de 2019.

O menor desempenho das empresas da região Ásia-Pacífico e da África, em relação a fevereiro, contribuiu para o crescimento mais lento em março.

Outro destaque no mês de março foi o crescimento da capacidade, medida em toneladas de carga disponível por quilômetro (ACTK), que teve alta de 5,6% em relação ao mês anterior, mas no geral permaneceu 11,7% abaixo dos níveis pré-crise. Parte do impacto foi causado pela paralisação das aeronaves de passageiros em todo o mundo.

Por outro lado, a capacidade internacional de cargueiros dedicados aumentou 20,6% em março de 2021 em relação ao mesmo mês de 2019 e a capacidade de carga no porão das aeronaves de passageiros caiu 38,4%.

A Iata destacou que os prazos de entrega de produtos manufaturados estão aumentando, o que pode indicar aumento da demanda por transporte aéreo de carga, visando reduzir os prazos. Aliás, o comércio global cresceu 0,3% em fevereiro, o nono aumento mensal consecutivo e o crescimento contínuo mais longo em mais de duas décadas.

“As companhias aéreas estão tomando todas as medidas para fornecer a capacidade necessária. A crise mostrou que a carga aérea pode enfrentar desafios adotando inovações rapidamente para atender à crescente demanda, mesmo com a paralisação de grande parte da frota de passageiros", disse Walsh.

Por Marcel Cardoso

Publicado em 7 de Maio de 2021 às 13:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação avião carga aérea cargueiro covid-19 Iata