Céu Azul

Nova empresa de Neeleman obtém autorizações para voar nos EUA

Breeze Airways planeja voar em destinos secundários e com pouca ou nenhuma oferta de voos regulares


Embraer 190 da Breeze Airwaus de David Neeleman

Breeze planeja iniciar suas operações utilizando alguns Embraer E-Jet oriundos da brasileira Azul

A Breeze Airways, a mais nova companhia aérea de David Neeleman, recebeu a aprovação do Departamento de Transporte dos Estados Unidos (DoT, na sigla em inglês) para realizar operações regulares.

A certificação permite o transporte de passageiros, carga e correio em viagens interestaduais com o limite de até 22 aeronaves, por meio de um certificado de conveniência e necessidade pública.

A empresa terá como principal centro de distribuição (Hub, em inglês) o aeroporto de Salt Lake City, no estado de Utah, e terá como foco atuar em mercados secundários. Ainda que a malha da aviação regional e doméstica nos Estados Unidos atenda centenas de cidades, algumas de médio e pequeno porte não contam com voos regulares.

O objetivo é atender aos mercados com elevado potencial, mas que estão longe dos olhos das principais companhias aéreas. Muitos destinos deverão exigir mais de uma escala para viabilizar a rota, mas permitirá conexão aérea entre dezenas de cidades de forma mais direta.

A Breeze Airways agora aguarda o recebimento das primeiras aeronaves Embraer E190 e E195 de primeira geração (E1), sendo algumas unidades oriundas da Azul, que está modernizando sua frota com novos E-Jet E2.

Atualmente a companhia aérea norte-americana está realizando contratações de funcionários para dar continuidade no seu planejamento de iniciar em breve seus voos regulares. A intenção era ter inaugurado seus voos em 2020, mas o auge da pandemia nos Estados Unidos forçou a Breeze postergar seus planos.

Inicialmente o objetivo era operar a partir de Salt Lake para destinos no sul sudeste e meio-atlântico do território continental dos Estados Unidos. A companhia aérea contará também com uma instalação da Embraer em Nashville, no Tennessee, para a manutenção pesada, enquanto a manutenção de linha será feira em Islip, em Nova York.

Nos primeiros meses a empresa espera contar com quinze Embraer 190 arrendados da Nordic Aviation Capital, enquanto aguarda o recebimento dos primeiros A220-300, do qual possui um pedido firme de sessenta unidades. Os modelos da Airbus serão configurados com 130 e 140 assentos, e a primeira entrega é prevista para agosto deste ano.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 16 de Março de 2021 às 15:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Airbus A220 Embraer E-Jet E2 E190 Breeze Airways Neeleman Azul