Tem apoio até da Nasa

Boeing 787-10 destinado a operação comercial fará voos de testes reais

Programa ecoDemonstrator será realizado em parceria com a Etihad para validar procedimentos ambientalmente responsáveis


Projeto contará com o uso de um 787-10 Dreamliner e a participação inclusive da Nasa

  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

A Boeing e a Etihad Airways planejam realizar uma série de ensaios para validar novos procedimentos para reduzir as emissões de poluentes gerados por aviões comerciais. O teste é parte do programa ecoDemonstrator, conduzido pelo fabricante norte-americano, utilizando um 787-10 Dreamliner.

A avaliação conta com extensos testes de medição de som e avaliações profundas no consumo de combustível da aeronave durante os voos. Embora seja um avião destinado a voos regulares, com passageiros, o programa ecoDemonstrator utiliza dados gerados pelas empresas aéreas durante sua operação para testar tecnologias que podem tornar a aviação mais segura e sustentável.

“O Programa ecoDemonstrator é baseado em inovação e sustentabilidade. Essa parceria vem em uma boa oportunidade de colaborar e compartilhar conhecimento para minimizar o impacto da aviação no meio ambiente”, afirmou Tony Douglas, CEO da Etihad Aviation Group.

A fase de 2020 do programa, que começará em agosto, terá pela primeira vez a oportunidade de avaliar um Boeing 787-10 durante quatro semanas de testes, o Dreamliner utilizará uma mistura de combustível sustentável, que possibilitará uma significativa redução das emissões de gases poluentes.

Durante a campanha de ensaios haverá o apoio da Nasa e da Safran, está última uma empresa francesa de tecnologia aeroespacial, e que devem realizar as medições de ruído de aeronaves a partir de sensores no avião e no solo.

Os dados coletados servirão para validar os processos de previsão de ruído e potencial redução de emissão de poluição sonora durante o projeto de futuras aeronaves. O processo incluí até mesmo a adoção de trem de pouso modificado para uma operação mais silenciosa, visto que o turbilhonamento gerado causa um forte barulho durante o procedimento de pouso.

Além disso, pilotos, controladores de tráfego aéreo e o centro de operações da companhia aérea árabe compartilharão simultaneamente informações para otimizar todo o voo, reduzindo o consumo de combustível, a emissão de poluentes e a geração de ruído.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 22 de Julho de 2020 às 12:30


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 787 787-10 Dreamliner Etihad Airways ecoDemonstrator Nasa poluição voo comercial