Luxo médico

Boeing 737 executivo foi utilizado para transportar máscaras médicas

Demonstrador do luxuoso BBJ foi reconfigurado para poder atender a necessidade emergencial de combate ao coronavírus


O governador de New Hampshire, Chris Sununu, em discurso durante a chegada do 737 BBJ com suprimentos médicos

A Boeing utilizou um de seus 737 BBJ (Boeing Business Jet) de demonstração para realizar o transporte de suprimentos médicos vitais, transportando aproximadamente 540.000 máscaras faciais para uso médico, que serão distribuídas em New Hampshire, estado da costa leste dos Estados Unidos.

O 737 BBJ voou para a China, onde após ter sua cabine interna totalmente reformulado para que pudesse carregar mais suprimentos, recebeu centenas de caixas que foram acomodadas a bordo e também nos porões. O modelo é uma versão derivada do 737-700, contando com asas do 737-800, oferecendo maior alcance e autonomia que seus irmãos comerciais.

LEIA TAMBÉM

Parte da carga foi acomodada na cabine de passageiros, outrora configurada como um luxuoso apartamento

A Boeing, assim como demais fabricantes aeronáuticos, tem ampliado seus esforços para apoiar as comunidades locais e os profissionais de saúde que estão trabalhando para impedir a disseminação do coronavírus.

A fabricante afirmou também que acionará o 747 Dreamlifter e o 787 ecoDemonstrator para missões adicionais de transporte aéreo com suprimentos médicos, além de estar coordenando com as autoridades do governo dos Estados Unidos sobre a melhor forma de ajudar regiões com maior necessidade.

Boeing 737 BBJ transportou mais de 540.000 máscaras para médicos e enfermeiros nos Estados Unidos

Com o avanço dos casos confirmados de COVID-19 nos Estados Unidos, diversas empresas aéreas do país também passaram a disponibilizar as suas aeronaves para o transporte de itens médicos e medicamentos. Algumas aeronaves de passageiros estão sendo convertidas emergencialmente para o transporte de cargas em seu interior, ampliando a capacidade de transporte em volume e tonelagem.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 20 de Abril de 2020 às 17:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 737 737 BBJ aviação de negócios jatinho avião particular 737-700 covid-19 coronavirus