Milhões de dólares

American Airlines muda pintura e economiza combustível

Nova fórmula da tinta economiza 29 quilos por avião, o que representa 300.000 galões por ano


Nova pintura é praticamente idêntica ao padrão atual, sendo imperceptível a mudança para quem observa de longe

Em ciclos que variam de oito e dez anos, as companhias aéreas realizam manutenções importantes para avaliar o desgaste de pinturas, período em que um avião pode realizar até 13.000 voos.

Neste sentido, a American Airlines decidiu fazer uma importante atualização da composição da tinta utilizada para pintar suas aeronaves. A empresa optou por uma nova fórmula sem pó de mica.

De acordo com a companhia aérea, a nova tinta batizada de Silver Eagle é mais barata e mais leve, o que impacta diretamente no menor peso para a aeronave e menor consumo de combustível.

A atual pintura com mica adiciona cerca 29 quilos ao peso de um Boeing 737-800, o que parece insignificante diante do peso bruto do avião, porém, a diferença de peso representa um consumo anual de 300.000 galões de combustível, com o avião realizando uma média de seis voos por dia.

“Ao mudar para o Silver Eagle, nossa frota de aviões queimará aproximadamente 1 milhão de galões a menos de combustível por ano. Estimamos que somente isso reduzirá as emissões de carbono da American em 9.525 toneladas métricas por ano, uma vez que a frota seja repintada”, disse Jill Naden, engenheiro do 787 na American Airlines.

Ou seja, além de mais econômico do ponto de vista financeiro, a nova pintura trará uma pegada ambiental com menor emissão de carbono e considerável redução no uso de produtos químicos.

O silicato de alumínio e potássio hidratado, conhecido como mica, é um mineral de brilho intenso e com excelentes propriedades elétricas. O uso do composto na pintura oferece maior resistência ao atrito e evita a deterioração por radiação ultravioleta. Porém, a engenharia da American Airlines notou que a diferença de custos entre repintar o avião com maior frequência e a economia de combustível ainda é vantajosa.

Apenas o 737-800 conta com 282 aviões na frota da American Airlines, representando assim uma considerável redução nos custos de médio prazo. Por ser o modelo com uso mais intenso da frota, a família 737 será a primeira a introduzir a nova pintura. A companhia também espera aplicar a nova tinta também nas futuras aeronaves entregues a partir do segundo semestre de 2021.

Um olhar atento nota a diferença sútil no brilho e acabamento

Por Gabriel Benevides

Publicado em 1 de Fevereiro de 2021 às 15:45


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação 737 Boeing mica American Airlines combustível