Veloz e aerodinâmico

Turbo-hélice construído em fibra de carbono é certificado nos Estados Unidos

Epic E1000 eleva padrões na categoria de monoturbo-hélices avançados e oferece desempenho similar de jatos leves


Monoturbo-hélice Epic E1000 é derivado do experimental Epic LT, lançado em 2005

A Epic Aircraft obteve da FAA, a agência de aviação civil dos Estados Unidos, o Certificado do Tipo para o monoturbo-hélice E1000. O avião construído em compósito aguardava há vários anos a certificação, permitindo expandir as vendas e o foco da companhia.

O Epic E1000 é a variante certificada do experimental Epic LT, lançado em 2005 como forma de validar o conceito e ajudar o fabricante a obter experiência em projetos complexos, ao mesmo tempo que angariava fundos para conduzir um complexo processo de homologação do novo avião. O Epic LT foi vendido em forma de kit, montado pelos proprietários na sede do fabricante, que fornecia suporte e ferramental para a construção.

LEIA TAMBÉM

"Esta é uma conquista notável para toda a nossa comunidade", disse o CEO da Epic, Doug King. “Foi um verdadeiro esforço de equipe, juntamente com o apoio da FAA”.

Um dos desafios da Epic foi comprovar a viabilidade do projeto, considerado bastante revolucionário como um experimental, mas fora de parâmetros estabelecidos da aviação certificada. A fabricante teve de comprovar a segurança do projeto, basicamente todo construído em materiais compostos. "Tivemos algumas oportunidades para acelerar as coisas ao longo do caminho, para obter a certificação mais cedo, mas isso exigiria algumas trocas que não estávamos dispostos a fazer", contou King. “Nós considerar o desempenho como nossa marca, por isso decidimos fazê-lo funcionar”.

A aeronave é impulsionada por um motor turbo-hélice Pratt & Whitney PT6A-67A de 1.825 shp, que aliado ao projeto aerodinâmico permite o E1000 atingir uma velocidade de cruzeiro de 325 KTAS (600 km/h), com teto de serviço de 34.000 pés, com desempenho similar de jatos de entrada. O alcance máximo é de 1.650 nm (3.055 km) com três a bordo.

O E1000 é equipado com a suíte de aviônicos Garmin 1000 NXi, sendo equipado com ADS-B com meteorologia e tráfego, plataforma Sirius XM de dados meteorológicos e piloto automático Genesys IntelliFlight 2100.

Atualmente os sete primeiros exemplares de série da versão certificada estão em produção, em diversos estágios da linha de montagem. A expectativa é que as primeiras entregas ocorram antes do final do ano.

A Epic dobrou sua capacidade de fabricação de compósitos, investindo em ferramentas, equipamentos,fornos de cura e fluxos de trabalho refinados para acelerar a produção do E1000. A empresa atualmente trabalha em dois turnos de produção, com planos de expandir ainda mais as operações. A certificação da linha de produção deverá ocorrer em meados do primeiro trimestre de 2020.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan | Imagem: Divulgação

Publicado em 11 de Novembro de 2019 às 12:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Epic E1000 Epic LT PT-6 Pratt & Whitney Garmin G1000 Garmin 1000 NXi