Reconhecimento

Time de futebol americano levou profissionais da saúde ao Super Bowl

O New England Patriots usou seu Boeing 767 em voo que homenageou as equipes que estão na luta contra covid-19


767-300ER do New England Patriots

New England Patriots usou seu 767 para levar profissionais da saúde para o Super Bowl

O New England Patriots, um dos mais populares times de futebol americano, aproveitou a realização do Super Bowl, a final do campeonato nacional, para homenagear os profissionais da saúde que atuam na linha de frente na pandemia nos Estados Unidos.

O time utilizou seu Boeing 767-300 para levar para o jogo 76 profissionais da saúde. A final que é um dos eventos esportivos mais disputados do país, foi realizado em Tampa, na Florida, mas os convidados tiveram todas as despesas pagas pelo New England Patriots.

Segundo a equipe, a missão especial teve um duplo significado. O primeiro foi reconhecer e agradecer a um grupo representativo dos incontáveis profissionais da saúde, depois divulgar a importante mensagem da vacinação.

Durante o evento a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF, na sigla em inglês) realizou uma passagem especial com o trio de bombardeiros B-52, B-2 e B-1, que seus números somados tem como resultado 55, representando o número da edição do Super Bowl.

Saiba mais...

Sendo o único time de toda a NFL a possuir aviões exclusivos para o transporte dos atletas, o New England Patriots dispõe de dois 767-300, adquiridos em 2017 da American Airlines. A fuselagem  chama a atenção por ostentar uma pintura nas cores do time, incluindo os seis troféus conquistados pela equipe na principal liga de futebol americano do país.

Não é a primeira vez que a equipe utiliza suas aeronaves para realizar voos humanitários. Em abril de 2020, época que o coronavírus estava atingindo seu pico de contaminação nos Estados Unidos, o dono do New England Patriots, Robert Kraft, utilizou um dosjatos para voar para o aeroporto de Shenzhen Bao'an, na província chinesa de Guangdong, para transportar máscaras de proteção individual (EPI) aos Estados Unidos. Na ocasião o avião recebeu uma autorização para permanecer por apenas 3 horas em solo, tempo necessário para o carregamento e reabastecimento.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 10 de Fevereiro de 2021 às 10:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Boeing 767 New England Patriots B-52 B-1B B-2 SUper Bowl USAF