AERO Magazine

Como um grande jogo de xadrez

Rússia intercepta avião de reconhecimento dos Estados Unidos próximo a fronteira da Crimeia

Moscou afirma que número de abordagens de aeronaves da Otan passou de mil em 2018 e ambos os lados aumentam pressão política e militar

Por Santiago Oliver | Imagens: Divulgação em 8 de Julho de 2019 às 12:00

A força aérea russa interceptou um avião de patrulha dos Estados Unidos que sobrevoava o mar Negro, próximo a Crimeia.

O Boeing P-8A Poseidon, que pertence ao Esquadrão de Patrulha da Marinha dos Estados Unidos (VP-30), havia decolado da base aérea de Sigonella, na Itália se aproximava da fronteira russa, quando foi abordado por um avião de combate russo Sukhoi Su-27 Flanker.

LEIA TAMBÉM

"A tripulação do caça se aproximou a uma distância segura da aeronave antes de identificá-la como uma aeronave de reconhecimento Poseidon, que imediatamente mudou de rota para se afastar da fronteira", afirmou Ministério da Defesa da Rússia.

Outro incidente ocorrido em 4 de junho levou a um protesto oficial da Marinha dos Estados Unidos. Durante uma interceptação no Mar Mediterrâneo, um Su-35 haveria feito várias passagens perto demais de um P8-A Poseidon, incluindo uma em alta velocidade diretamente em frente ao avião, gerando uma forte esteira de turbulência.

“Em 4 de junho de 2019, um P-8A Poseidon voando no espaço aéreo internacional, sobre o Mar Mediterrâneo, foi interceptado por caça russo Su-35 por três vezes” afirmou a marinha dos Estados Unidos em comunicado. “A segunda interação foi classificada como insegura devido ao Su-35 estar em alta velocidade diretamente a frente da aeronave [P-8A] em missão, o que colocou nossos pilotos e tripulação em risco”.

4 MIL ALERTAS EM UM ANO

B-52 Stratofortress visto de um Sukhoi Su-27 durante interceptação sobre o mar Báltico

Pouco depois, a Rússia afirma ter interceptado vários bombardeiros estratégicos Boeing B-52 Stratofortress, que voavam na mesma região.

O Ministério da Defesa da Rússia em nota afirmou que os aviões B-52 não violaram as fronteiras russas e que a interceptação foi efetuada em conformidade com as regras internacionais. Segundo Moscou, apenas em 2018 as bases russas teriam detectado e rastreado 3.000 aeronaves militares estrangeiras, incluindo 1.000 de reconhecimento voando próximo ao espaço aéreo russo, colocando tropas em alerta máximo mais de 4.000 vezes naquele ano. A maior parte das ocorrências têm ocorrido sobre o mar Báltico, próximo a região de Krasnodar, assim como em regiões nos arredores das bases russas na Síria.

Da mesma forma os países membro da Otan afirmam que o número de aeronaves russas interceptadas tem aumentado consideravelmente, os maiores casos têm sido no espaço aéreo do Báltico, onde estão a maior parte dos países membros da aliança que foram até a década de 1990 parte do bloco soviético.

ASSINE AERO MAGAZINE COM DESCONTO


Notícias P-8 Poseidon Su-35 Su-27 Sukhoi US Navy USAF B-52 Boeing Rússia


Praetor 600

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
Digital
1 ano
Digital
2 ano

Assine InnerImpressaImpressaDigitalDigital
1 ano2 anos1 ano2 ano
Edições12241224
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 432,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 64,80R$ 100,00
Desconto
EconomizaR$ 151,20R$ 332,00
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também 4 Pôsteres PORTA COPOS

Boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas