Adeus ao pioneiro

Após 22 anos o segundo protótipo do A330-200 será desmontado na Holanda

Aeronave voava atualmente na TAP Air Portugal e foi substituído pelo A330neo


O segundo protótipo do A330-200 será desmontado na Holanda após 22 anos de serviço

O segundo protótipo do A330-200 será sucateado após 22 anos de serviço, tendo voado não apenas a campanha de ensaios da Airbus, mas também no transporte regular de passageiros.

Construído em 1997, matrículado como F-WWKJ, o avião após os voos de teste foi entregue a austríaca Austrian Airlines, onde voou até 2007, quando foi repassado para a TAP Air Portugal e recebeu a matrícula CS-TOI. A aeronave foi utilizada pela empresa portuguesa em seus principais destinos de longo curso, especialmente o Brasil.

LEIA TAMBÉM

Os Airbus A330 e A340 foram por duas décadas a espinha da frota de longo curso da TAP Air Portugal

Os atuais A330 da TAP estão sendo substituídos gradativamente pela mais nova geração de bimotores de longo curso da Airbus. A empresa possui atualmente sete A330-900 em serviço, com outros 16 aviões encomendados.

A nova série A330neo possui grande similaridade operacional com a geração anterior do A330, além de oferecer maior alcance e menor consumo de combustível. Além disso, as novas aeronaves contam com interior aprimorado, que dependendo da configuração escolhida, pode aumentar sensivelmente o conforto a bordo.

TAP Air Portugal está renovando sua frota de longo curso com os Airbus A330neo

AIRCRAFT BONEYARD

O avião realizará seu último voo em julho, para posteriormente ser enviado para a Holanda onde será desmantelado pela AELS, especializada em sucateamento de aeronaves. O aeroporto Enschede Twente, localizado nos arredores de Enschede, se tornou o destino final de diversas aeronaves, sendo um dos mais recentes aircraft boneyard da Europa.

A companhia recentemente desmontou quatro Airbus A340, três 747 e dois 737, que em geral após o processo alguns componentes como motores e aviônica, são revisados e revendidos no mercado. Partes estruturais e sistemas em geral são desmembrados e vendidos como sucata.

A AELS se especializou no desmonte e reciclagem de aeronaves na Europa

Os aircraft boneyard como são conhecidos os aeroportos que contam com empresas especializadas em desmonte de aeronaves, são bastante populares nos Estados Unidos, mas a renovação da frota global tem favorecido o surgimento de diversas empresas especializadas em sucateamento de aeronaves ao redor do mundo.

ASSINE AERO MAGAZINE COM DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan | Imagens: Divulgação

Publicado em 5 de Julho de 2019 às 17:00


Notícias Airbus A330 A330neo A330-200 A340 TAP Air Portugal Holanda 747 Boeing 737 AELS aircraft boneyard