Atrás da cortina de ferro

Polônia confirma a compra do F-35 em acordo de US$ 4,6 bi

Contrato é o primeiro obtido pelo programa JSF com um país ex-membro do bloco soviético


O F-35 tem se tornado a espinha dorsal da frota de diversas forças aéreas no mundo, na imagem F-35 da força aérea da Coreia do Sul

O ministro da defesa da Polônia, Mariusz Blaszczak, assinou um contrato para compra de 32 caças Lockheed Martin F-35A Lightning II, pelo valor de US$ 4,6 bilhões. O acordo é o primeiro do programa Joint Strike Fighter assinado com um país ex-membro do Pacto de Varsóvia.

A chegada das novas aeronaves representará um enorme salto tecnológico para a Polônia, que emprega uma frota composta pelos MiG-29, Su-22 e F-16C. “Hoje, através da assinatura de compra dos caças [F-35] a força aérea polonesa entra em uma nova fase de seu desenvolvimento”, afirmou Blaszczak, durante a cerimônia oficial da assinatura do contrato.

LEIA TAMBÉM

O acordo formalizado pela Polônia não inclui compensação industrial ou transferência de tecnologia, o que contribuiu para redução do valor do contrato estimado inicialmente em US$6,5 bilhões. Sem uma estrutura sólida para desenvolvimento de sua indústria aeronáutica, a Polônia optou por buscar uma economia na compra, visto que o valor operacional do avião é bastante superior aos modelos em uso, podendo chegar aos US$ 44 mil a hora voada. “O acordo prevê a entrega de 32 caças multifuncionais com um pacote de treinamento e logística”, destacou o ministro.

A entrega das aeronaves está prevista para começar de 2024.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Gabriel Benevides

Publicado em 4 de Fevereiro de 2020 às 12:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião F-35 Lockheed Martin F-16 Su-22 Sukhoi MiG-29 Polônia Pacto de Varsóvia OTAN NATO