Punho de aço russo

Rússia moderniza maior avião supersônico em serviço

Bombardeiro Tu-160 recebeu novas capacidades de ataque nuclear e convencional


Tu-160 recebe melhorias e amplia suas capacidades de ataque nuclear e convencional

O primeiro protótipo do TU-160M completou seu voo inaugural, iniciando a campanha de ensaios para validação das mudanças adicionadas ao projeto. Segundo a estatal UAC (United Aircraft Corporation), que reúne as principais fabricantes de aeronaves da Rússia, os testes ocorreram a uma altitude de 1.500 metros e tiveram a duração de 37 minutos.

LEIA TAMBÉM

Durante o voo foram verificados os sistemas e equipamentos instalados na aeronave após terem sido profundamente modernizados. O Tu-160M recebeu novos sistemas de defesa e comunicação, além de motores mais potentes e eficientes, assim como maior compatibilidade com armamentos avançados.

Chamado pela Otan de Blackjack, o Tu-160 é o maior avião supersônico em atividade. Com 54,1 metros de comprimento e envergadura que varia entre 55,7 metros e 35,6 metros (asas com máximo enflechamento), o bombardeiro pesa vazio 110.000 kg. Comparativamente, o peso básico operacional do Boeing 767-300ER é de 90.011 kg. Seu peso máximo de decolagem, armado, é de 275.000 kg. O Tupolev 160 foi criado para voar longas distancias, com alcance de até 12.300 km, ou realizar missões de curto alcance voando a Mach 2.05 (aproximadamente 2.200 km/h), atingindo alvos distantes até 1.000 km.

Aeronave passou por extenso programa de modernização e revitalização estrutural e de sistemas

Segundo a Interfax, agência russa, o primeiro modelo será entregue ao Ministério da Defesa da Rússia em 2021. Já a produção em série deverá ser iniciada em 2023 e será designada como Tu-160M2. Oficialmente Moscou pretende adquirir 50 exemplares do novo avião para ajudar a modernizar a força aérea russa.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Gabriel Benevides

Publicado em 4 de Fevereiro de 2020 às 10:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Tupolev UAC United Aicraft Corporativo OAK Rússia bombardeiro Tu-160M2