Apenas bimotores

Planos de frota da Air France-KLM prevê aposentadoria de quadrimotores

Companhia francesa confirma aposentadoria do A380 até o final de 2022


Air France confirma o A350 XWB como substituto para os seus A380

Os conselhos de administração da Air France-KLM chegaram a uma decisão sobre a substituição dos Airbus A380 utilizados pela Air France, que serão desativados até o final de 2022. Da mesma forma a companhia francesa também vai acelerar a aposentadoria dos A340, deixando de operar já no início da próxima década a família de quadrimotores da Airbus.

A substituição foi confirmada com a assinatura de um pedido adicional de dez Airbus A350-900, que elevará para 38 o número total de aeronaves da família A350 em uso na Air France, incluindo três que já foram entregues. Em nota a empresa afirma que a decisão está em linha com a estratégia de racionalização e simplificação de frota da Air France-KLM.

LEIA TAMBÉM

Ambas empresas deverão reduzir o número de tipos de aeronaves na frota, passando a racionalizar recursos com apenas quatro modelos de aeronaves, sendo dois da Airbus e dois da Boeing.

A holandesa KLM deverá simplificar sua frota de longo curso, utilizando apenas os Boeing 777 e 787. A companhia deverá se desfazer de todos os demais modelos de aeronaves de longo curso nos próximos anos. A mesma estratégia de simplificação de frota será feita da Air France, que em 2023 a frota de longa-distância consistirá em 116 aeronaves composta pelos A330, A350, 787 e 777.

O objetivo é ampliar a flexibilidade operacional, bem como a oportunidade de gerar economias de escala significativas, em especial graças à redução do número de qualificações para pilotos até 2023, visto que os Airbus A330 e A350, assim como os Boeing 787 e 777, compartilham o mesmo tipo de certificação para seus pilotos.

“A racionalização e modernização da frota da Air France-KLM é essencial para melhorar seu desempenho econômico e operacional”, disse Benjamin Smith, CEO do Grupo Air France-KLM. “O A350-900 é um avião de alto desempenho em todos os níveis e estou feliz que a Air France possa torná-lo uma das joias de sua frota, para aumentar a competitividade do nosso grupo”, completa.

A Air France mantém constantes investimentos na modernização da frota, voltado para redução das emissões de poluentes. A Europa é um dos blocos com maior restrição ao uso de combustíveis fósseis, ampliando a pressão sobre fabricantes e empresas aéreas na atualização dos aviões. “Com um investimento de mais de um bilhão de euros por ano, a modernização de nossa frota é nossa principal alavanca para atingir nosso objetivo de reduzir nossas emissões de CO2 em 50% por passageiro/km até 2030”.

A confirmação da aposentadoria do A380 na Air France marca o modelo como um dos que tiveram menor tempo de uso na empresa francesa, completando pouco mais de uma década de serviço. O gigante da Airbus enfrentou grande resistência do mercado, levando a Airbus também confirmar que encerrará a produção do modelo.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 20 de Dezembro de 2019 às 10:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing Airbus A330 A350 777 787 Dreamliner Air France KLM A380 A340