O Martin hexamotor


Martin Company

Produzido pela Glenn L. Martin Company, Maryland, o bombardeiro XB-48 tentou seguir os passos B-26 Marauder. Um desses aviões chegou a ser utilizado para testar o trem de pouso tipo bicicleta do XB-48, que consistia de duas pernas (uma atrás da outra) sob a fuselagem, com duas rodas cada e duas pequenas rodas sob a parte externa das naceles dos motores. Em 1944, a Força Aérea do Exército dos Estados Unidos solicitou um bombardeiro pesado para substituir os Boeing B-29 Superfortress e teve como um dos candidatos o XB-48, que não era avançado o suficiente para merecer ser produzido em série. Embora projetado desde o início com seis motores, o novo jato parecia um avião a hélice, era “limpo”, mas um tanto robusto e com asas retas. Voava bem, mas foi superado pelo mais elegante Boeing B-47 Stratojet de asas enflechadas.

O Martin XB-48 terminou seus dias como alvo para o Exército, no Aberdeen Proving Ground, onde foi destruído antes de virar sucata.

Por Santiago Oliver

Publicado em 7 de Novembro de 2014 às 00:00


Curiosidades Glenn L. Martin Company Maryland XB-48 B-26 Marauder Boeing B-47 Stratojet

Artigo publicado nesta revista

TBM 900

AERO Magazine 246 · Novembro/2014 · TBM 900

Voamos a nova versão deste veloz turbo-hélice da Daher-Socata