AERO Magazine

O maior do mundo

Por Edmundo Ubiratan em 24 de Abril de 2015 às 00:00

Maior avião do mundo em operação, o Antonov An-225 Mriya por pouco não foi desmontado. Seu projeto surgiu na década de 1980 em paralelo ao desenvolvimento do ônibus espacial soviético Buran, que foi concebido para rivalizar com o Space Shuttle norte-americano. O programa espacial soviético necessitava de um avião de grandes dimensões capaz de transportar não apenas a nave espacial, mas também prestar suporte levando grandes volumes. Os engenheiros da Antonov utilizaram o projeto básico do An-124, até então o maior avião de transporte estratégico existente, alongando sua fuselagem e envergadura em 15 m cada. Diante das grandes proporções do avião, optou-se por retirar do projeto a porta de carga traseira, o que melhoraria o centro de gravidade durante a carga e a descarga. Na ocasião, a falta de um motor de grande potência obrigou a instalação de seis motores Progress D-18T de 51.600 lbf (229.5 kN) cada. Com peso vazio de surpreendentes 285.000 kg, o Mriya possui um compartimento de carga de 1.300 m³, com 43,35 m de comprimento, 6,4 m de largura e 4,4 m de altura. Como comparação, as medidas do An-124 são 36 × 6,4 × 4,4 m, enquanto as do Lockheed C-5 Galaxy são 36,91 × 5,79 × 4,09 m. Com o fim da URSS, em 1991, o programa Buran foi cancelado e o único An-225 construído teve seus motores retirados e destinados aos demais An-124 em serviço, ficando o avião estocado até 1994. Na época, discutia-se seu uso como cargueiro estratégico, o que efetivamente ocorreu em 2000, quando foi recolocado em voo pela divisão de transporte logístico da ucraniana Antonov Design Bureau, a herdeira da Antonov soviética, após algumas modernizações. Com payload de 253.820 kg, o Mriya se tornou o maior cargueiro em serviço, detendo quase todos os recordes da categoria, como carga única mais pesada já transportada (com 189.980 kg) e maior peso pago transportado (com 247.000 kg). Contudo, seu grande porte cobra um preço alto, o alcance caso decole com peso máximo de decolagem (640.000 kg) é de apenas 2.500 nm.


Curiosidades Antonov An-124 An-225 Mriya maior avião Space Shuttle

Artigo publicado nesta revista


Boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas