Controle aéreo e marítimo

Novos King Air serão utilizado no controle de fronteiras dos EUA

Aeronaves vão receber novos sistemas e sensores de missão


King Air utilizado em controle de fronteiras conta com uma série de recursos e sensores especiais

Os Estados Unidos devem utilizar dois novos King Air 350 para proteção de fronteiras. Os aviões irão passar por modificações multifuncionais de missão pela Sierra Nevada Corporation e se juntarão a uma frota de outras 23 aeronaves King Air 350 responsáveis por proteger as regiões de fronteira terrestres e marítimas.

O contrato foi firmado com a Textron Aviation que será responsável pela construção dos aviões, que devem contar com uma sofisticada gama de sensores ativos e passivos, incluindo equipamentos de coleta técnica e recursos de comunicação via satélite que podem ser utilizados para operações de interdições no solo, interceptação ar-ar e patrulhas marítimas de médio alcance.

LEIA TAMBÉM

Designado como King Air 350CER, o avião é operado por uma tripulação de quatro integrantes, incluindo dois operadores de sensores para coordenar o fluxo de informações para equipes de solo. Além disso, o modelo conta com novos tanques, permitindo ampliar o alcance, tendo ainda uma porta de carga adicional.

O King Air 350 é a maior versão da família, sendo impulsionado por motores turboélice PT6A-60A da Pratt & Whitney Canadá, aliado a uma suíte de aviônicas integrada Pro Line Fusion, da Collins Aerospace, fornece aos pilotos avançados sistema situacionais e de controles de voo.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 22 de Maio de 2020 às 18:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Textron Beechcraft King Air King Air 350 Sierra Nevada