Retomada gradual

Latam retomará operações internacionais e ampliará a malha doméstica

Até o final de julho empresa voltará a voar para Frankfurt, Londres, Madri e Santiago


No Brasil a Latam  espera voar para 74 destinos domésticos até o final de julho

A Latam Airlines anunciou que planeja retornar suas operações de maneira gradual nos próximos dois meses. No próximo mês de junho a companhia passará para 9% de sua capacidade pré-crise, com crescimento de quatro pontos percentuais, até atingir os 18% no mês de julho.

Por conta das incertezas que o cenário da aviação está atravessado, a Latam oferecerá mais flexibilidade para a compra e programação de viagens, com descontos de até 20% na tarifa e adicionará medidas sanitárias adicionais para os passageiros que viajarão durante a crise.

LEIA TAMBÉM

Em junho a Latam Brasil voltará a operar os voos ligando a cidade de São Paulo (GRU) para Frankfurt, Londres, Madri e Santiago. No mês seguinte a empresa espera aumentar para 13 o número de destinos internacionais.

No mercado doméstico brasileiro a empresa vai operar 74 destinos nacionais e no Chile serão doze destinos. Da mesma forma, a subsidiária da Latam no Equador trabalhará para retomar os seus voos domésticos em junho, enquanto na Colômbia e Peru, os voos domésticos deverão acontecer somente em julho, conforme as autorizações locais foram emitidas.

Segundo as novas regras da empresa, o cliente que adquirir uma passagem até 31 de julho de 2020, poderá reprogramar a data da viagem isento de multa ou diferença tarifária (mesmo destino, sujeito à disponibilidade de assentos e dentro da validade do bilhete) na primeira vez, mas caso o cliente opte por alterar o destino, poderá pagar a diferença de tarifa se houver. A mesma regra vale também caso o passageiro não tenha certeza da data em que deseja viajar, podendo deixar o bilhete aberto por 12 meses, desde que avise a companhia aérea pelo site, com pelo menos 7 dias de antecedência.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 22 de Maio de 2020 às 14:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Latam voos Covid-19 coronavirus Frankfurt Londres Madri Santiago voos domésticos