Armagedon

Novo sistema da Nasa avisa sobre o risco de colisão entre asteroides e o planeta Terra

Plataforma de Intruder Alert detecta eventuais ameaças e suas distâncias com precisão


De tempos em tempos, asteroides passam pela Terra. A fim de identificar aqueles que chegarão mais perto do nosso planeta, a Nasa desenvolveu o Scout. O programa de computador pode ser visto como um sistema de alerta contra invasões celestiais, por meio da varredura constante de dados de telescópios para verificar se existem registros de objetos próximos à Terra.

Atualmente em testes na JPL (Jet Propulsion Laboratory), na Califórnia, o Scout calcula se o corpo celeste representa uma ameaça e dá instruções para que outros telescópios façam o follow-up para confirmar se existe ou não um perigo real.

Quando um telescópio detecta um objeto em movimento, falta precisão acerca de sua distância. Quanto maior o número de telescópios apontando em sua direção, maior é a chance de descobrir sua trajetória e dimensão. Algumas vezes, não existe muito tempo para uma avaliação detalhada, já que o período disponível pode ser de apenas algumas horas em determinados casos.

Recentemente, um pedaço de rocha foi descoberto por um telescópio financiado pela Nasa, no Havaí, e em questão de horas, o Scout analisou os detalhes preliminares e determinou que o objeto realmente convergia para a Terra, mas passaria a uma distância de 496.000 km.

Ernesto Klotzel

Publicado em 7 de Novembro de 2016 às 16:00


Notícias Nasa