Efeito pandemia

Crise de covid-19 faz aeroporto espanhol investir R$ 23,8 bi

Concessionária vai ampliar espaço destinado para armazenamento de aviões


Crise de covid-19 forçou a paralisação de centenas de aviões na Europa que foram enviados para Teruel, na Espanha

Aeroporto de Teruel (TEV), na Espanha, que recebeu boa parte das aeronaves estocadas ao longo dos meses da pandemia, receberá investimentos de US$ 4,22 bilhões (R$ 23,8 bilhões).

Com a chegada de dezenas de aviões ao aeroporto, a estrutura saturou antes do previsto. Teruel é considerado o aeroporto com a maior capacidade de estacionamento de aeronaves da Europa, com disponibilidade para receber até 125 aviões, mas ao longo de 2020 recebeu grande parte da frota de aeronaves de empresas europeias e se viu próximo do colapso.

A empresa que administra o aeroporto abriu licitação para as obras de pavimentação da quarta fase da sua área de estacionamento de aeronaves, com valor licitado de US$ 4,22 bilhões mais o IVA (Imposto sobre o Valor Agregado), que na Espanha é de 21%. A entrega de propostas termina em 7 de abril.

Segundo o jornal espanhol El Confidencial Autonómico, a quarta fase ocupará uma área de 35 hectares, fazendo com que TEV tenha ao final uma área total de 95 hectares. Porém, a intenção é de que, futuramente, a expansão alcance 195 hectares, sendo 170 delas destinada apenas ao estacionamento de aeronaves.

Por Marcel Cardoso

Publicado em 2 de Março de 2021 às 17:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aeroporto aviação Teruel companhia aérea pandemia covid-19