Momento delicado no mundo

Latam Brasil entra com pedido de recuperação judicial nos EUA

Filial brasileira segue demais empresas do grupo que já haviam pedido a proteção do Chapter 11


Latam Brasil segue matriz chilena e também ingressa no Chapter 11, nos Estados Unidos

  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

A Latam Brasil pede recuperação judicial nos Estados Unidos, seguindo o processo já iniciado pelas demais empresas do grupo. Em comunicado a companhia afirmou que, a partir de hoje (9) ingressou no Chapter 11 da lei norte-americana, dentro do procedimento de reorganização e reestruturação voluntária.

O processo de sob a proteção do chamado Capítulo 11 permite tentar reestruturar os passivos financeiros e administrar os ativos sem nenhuma alteração operacional. O ingresso da Latam Brasil concluí a proteção do grupo, visto que além da Latam Airlines, com sede no Chile, também haviam pedido proteção judicial as subsidiárias do Peru, Colômbia, Equador e Estados Unidos, que estão nesse processo desde o dia 26 de maio.

LEIA TAMBÉM

Segundo a Latam Brasil, a decisão é tida como natural diante do prolongamento da pandemia do coronavírus, visto que o mercado de aviação ainda não apresentou sinais de recuperação, restando a integração no processo do Capítulo 11 como a melhor opção para ter acesso às novas fontes de liquidez.

“Tomamos esta decisão neste momento para que a empresa possa ter acesso a novas fontes de financiamento. Estamos seguros de que estamos nos movendo de forma responsável e adequada, pois temos o desafio de transformar a empresa para que ela se adapte à nova realidade pós-pandemia e garanta a sua sustentabilidade no longo prazo”, comentou Jerome Cadier, CEO da LATAM Brasil.

A Latam Brasil espera que a estratégia permita agilizar o financiamento que o setor aéreo está negociando com o governo, através de um aporte emergencial através do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Todavia, o cronograma divulgado pelo Governo Brasileiro sofreu uma série de atrasos, sem previsão de finalização.

“Adicionalmente, este movimento pode facilitar o financiamento que está em negociação com o BNDES, além de oferecer uma opção mais segura ao banco, já que o DIP (Debtor-in-possession) tem prioridade em relação a outros passivos da empresa”, finaliza.

Vale ressaltar que a Latam Brasil continuará a voar normalmente durante todo o período que estiver sobre a proteção do Capítulo 11.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 9 de Julho de 2020 às 14:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Latam Latam Brasil EUA concordata Chapter 11 covid-19 coronavirus