Explosão

Investigação afasta hipótese de sabotagem em explosão do Falcon 9

Incidente teria sido causado por um problema dentro do tanque principal


A Space X pode ter resolvido o mistério que cercou a explosão do foguete Falcon 9, em setembro, que resultou na perda do booster e do satélite que colocaria em órbita. O presidente da empresa norte-americana, Elon Musk, afirmou em um program televisivo que o problema pode ser atribuído a um dos três tanques de fibras de carbono contendo hélio, localizado no interior do tanque de combustível principal.

Ao que parece, o oxigênio liquefeito se solidificou quando foi transferido ao segundo estágio do foguete, o que, por sua vez, deflagrou uma série de explosões. Para Musk, este “foi realmente um problema surpreendente, nunca antes encontrado na história dos foguetes”. Com a descoberta e o descarte de sabotagem, a Space X espera retornar para as operações de voo em meados do próximo mês de dezembro.

Ernesto Klotzel

Publicado em 8 de Novembro de 2016 às 15:45


Notícias Space X Falcon 9