Gol flexibiliza política na remarcação e cancelamento de viagens

A decisão ocorre por pandemia do COVID-19 em todo o mundo


Gol flexibiliza remarcação de passagens canceladas por surto de COVID-19

A Gol anunciou aos clientes a flexibilização para a remarcação e cancelamento de viagens nacionais e internacionais nos voos operados pela companhia ou em conexão por companhias parceiras. O cliente terá três opções disponibilizadas pela companhia que incluem: cancelamento ou crédito, remarcação de voo, ou reembolso integral da passagem cancelada. 

Por nota, a Gol afirma que “está totalmente comprometida em garantir a segurança dos seus clientes e colaboradores. Desde o surgimento do coronavírus (Covid-19) no Brasil, a Gol vem acompanhando de perto as recomendações dos órgãos responsáveis, e está atenta ao bem-estar e conforto de seus clientes durante o planejamento de viagem. A companhia está cumprindo os mais rigorosos procedimentos padrões de segurança e confia na mudança deste cenário.” 

LEIA TAMBÉM

A companhia está orientando aos clientes que não queiram voar por agora, devem procurar informações por meio dos seus canais digitais e aplicativo da Gol, e está oferecendo as seguintes opções:

Remarcação ou cancelamento: O passageiro terá direito a remarcação da sua passagem para qualquer período dentro de 330 dias sem a cobrança de nenhuma taxa, contados desde o momento da compra, caso o cliente decida por outro destino, incidirá apenas as diferenças entre as tarifas. 

Caso o passageiro opte por cancelar a viagem, não serão cobradas taxas de cancelamento, entretanto, a taxa de reembolso poderá ser cobrada, o que depende da regra da tarifa escolhida. 

A companhia destaca que estas políticas de cancelamento e remarcação serão aplicadas para os voos nacionais e internacionais até 14 de maio de 2020. 

Por Gabriel Benevides

Publicado em 16 de Março de 2020 às 00:00


Notícias Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 737 MAX 737 MAX 737 NG Gol covid-19 coronavírus