AERO Magazine

Esquadrão agressivo

Caça norte-americano ganha pintura do rival russo

F-16 dos Estados Unidos adota pintura do Su-57, o mais moderno caça da Rússia

Por Santiago Oliver | Fotos: Divulgação em 8 de Junho de 2019 às 17:00

A Força Aérea dos Estados Unidos revelou uma nova camuflagem inspirada na pintura do caça russo Su-57. A cinza de dois tons é pixelizada de maneira similar ao mais recente padrão adotado pelo caça furtivo russo.

A pintura foi adotada em um caça F-16 Fighting Falcon, do 64th Aggressor Squadron, baseado na base aérea de Nellis, em Nevada, nos arredores de Las Vegas. A camuflagem batizada de ghost (fantasma) foi escolhida em uma pesquisa conduzida no Facebook, coordenada pelo general Robert Novotny, comandante da 57th Wing.

LEIA TAMBÉM

O padrão ghost consiste em um cinza azulado e cinza claro, com as bordas entre as duas cores pixeladas, dando um efeito futurista a pintura. O padrão foi observado pela primeira vez no novo caça Sukhoi Su-57 da força aérea da Rússia. A missão do 64th Aggressor Squadron é preparar os pilotos da força aérea dos Estados Unidos para combates aéreos, ensinando os aviadores a reagir e combater de forma adequada em um ambiente de guerra real. Historicamente as aeronaves agressoras utilizam esquemas de pintura da Rússia e anteriormente da União Soviética.

Segundo a força aérea norte-americana, dar uma aeronave agressora uma pintura similar à adotada pelos russos adiciona um nível de realismo ao treinamento, permitindo os pilotos identificarem a maior distância aviões inimigos.

SU-57 vs F-16

As semelhanças entre um F-16 e um Su-57 neste caso se resumem a pintura. O F-16 é um caça monomotor de quarta geração, desenvolvido na década de 1970. Atualmente as diversas versões do modelo equipam a maior parte da aviação tática dos Estados Unidos. Ainda que as mais recentes versões do F-16 continuem sendo uma aeronave com grande capacidade de combate, ela não possui características furtivas. Eventualmente todos os F-16 em uso pela força aérea norte-americana será substituído pelos F-35A Lightning II, de quinta geração.

Por outro lado, o Sukhoi Su-57, é o mais moderno caça da força aérea russa, sendo um pesado avião bimotor, projetado com ênfase em diversos sistemas de futilidade. O Su-57 foi revelado pela primeira vez em 2010, sendo divulgado como o mais avançado caça a serviço de Moscou. Contudo, desde então o programa enfrentou uma produção problemática, com uma série de falhas no projeto e atrasos constantes. No entanto, recentemente o governo russo anunciou que o pedido total para o modelo passaria para 76 aeronaves, a serem entregues até 2028.

O Su-57 deverá ser um dos únicos caças de quinta geração com capacidade furtiva, ao lado dos norte-americanos F-22 e F-35, assim como dos chineses J-20 e J-31.

ASSINE AERO MAGAZINE COM DESCONTO


Notícias F-16 USAF Rússia Su-57 Sukhoi F-22 F-35 J-20 J-31 64th Aggressor Squadron China EUA


Boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas