Primeiros voos em 2026

United Airlines confirma aquisição de cem aviões elétricos

Acordo com a startup sueca Heart Aerospace poderá redefinir os rumos da aviação comercial no curto prazo


Acordo com a United e a Mesa Airlines poderá tornar realidade sonho de emissão zero no transporte aéreo

A United Airlines fechou um acordo com a startup sueca Heart Aerospace para a aquisição de cem aviões elétricos do modelo ES-19, voltado para a aviação regional.

A aeronave terá capacidade para dezenove passageiros e alcance de 402 km, usando baterias semelhantes às usadas em carros elétricos.

O acordo anunciado hoje, dentro da primeira rodadas de negociações, tem valor estimado de US$ 35 milhões e contempla uma parceria com a Breakthrough Energy Ventures (BEV), consórcio de empresas investidoras em sustentabilidade. Além disso, ainda inclui a Mesa Airlines, uma empresa regional dos Estados Unidos que opera alguns voos da própria United, que encomendou outros cem aviões. Ambas empresas aérea ainda assinaram uma opção de compra para outras cem aeronaves, totalizando trezentos aviões. 

No caso da United Airlines, a intenção é dispor de uma frota própria de aeronaves comerciais elétricas, que ficará baseada nos aeroportos internacionais de Chicago (ORD) e San Francisco (SFO), nos Estados Unidos. A previsão é que os ES-19 comecem a operar comercialmente em 2026.

"Esperamos que o mercado regional de viagens aéreas de curto alcance desempenhe um papel fundamental na evolução das aeronaves elétricas. Conforme a tecnologia da bateria melhore as aeronaves de maior porte devem se tornar viáveis, mas não vamos esperar [o desenvolvimento de modelos maiores] para começar a viagem", disse Michael Leskinen, presidente da United Airlines Ventures (UAV).

Com este novo acordo, a United Airlines avança em seu ousado plano de inovação, seguido ao anúncio para compra do Overture, o primeiro avião supersônico civil após o Concorde.

Interior do ES-19

ES-19 terá capacidade de assentos próxima do EMB-110 Bandeirante da Embraer

A negociação da Heart Aerospace anunciado hoje, com possibilidade de garantir trezentas vendas, é considerado único e permitirá o avanço no desenvolvimento e certificação do avião.

“Não consigo imaginar uma coalizão mais forte de parceiros para avançar em nossa missão de eletrificar a curta distância viagem aérea." disse Anders Forslund, CEO da Heart Aerospace.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 13 de Julho de 2021 às 09:25


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação United Airlines Overture Boom Supersonic Emissão zero CO2 ES-19 Mesa Airlines Heart