O poder da dissuasão

Bombardeiros norte-americanos realizam missão no Oriente Médio

Dupla de B-52 realizou manobra de treinamento com países aliados da região


Caças F-15 de Israel acompanharam o deslocamento dos B-52 ao longo do espaço aéreo israelense 

Dois B-52H Stratofortresses do 69º Esquadrão de Bombardeiros da Força Aérea dos Estados Unidos (Usaf, na sigla em inglês) realizaram uma missão de patrulha no Oriente Médio. Segundo o Pentágono, o foco é assegurar o compromisso de Washington com os parceiros estratégicos da região, em especial a Arábia Saudita e Israel, além de servir como demonstração de poder de força para possíveis agressões a seus aliados.

Considerado o principal aliado dos Estados Unidos na região, Israel anunciou que a realização de exercícios conjuntos com aliados é imprescindível para assegurar e manter a segurança não somente do seu espaço aéreo, mas de todo o Oriente Médio.

O país utilizou durante a manobra militar seus caças F-15I e F-35I, que acompanharam os bombardeiros B-52 durante a passagem nos céus de Israel.

Os Estados Unidos ampliaram os voos de dissuasão em todo o mundo, incluindo os de cooperação com aliados do Oriente Médio. Um dos objetivos práticos é avaliar os requisitos de missão para exercícios futuros e reais.

Somente neste ano, a USAF já deslocou seus B-52 em quatro oportunidades no Oriente Médio, aeronaves que, aliás, possuem capacidade nuclear. Ainda que não exista perspectivas de conflito, o deslocamento dos bombardeiros são um recado a países rivais, como Irã, assim como um equilíbrio de força a presença russa na região.

 

Por Gabriel Benevides

Publicado em 9 de Março de 2021 às 12:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Boeing B-52 F-15 F-35 Israel IAF USAF bombardeiros Árabia Saudita russos