Gigante dos tempos soviéticos

Brasil recebeu na mesma semana dois supercargueiros da Antonov

Os An-124 são os maiores aviões produzidos em série e podem transportar até 120 toneladas de carga


Aeronave trouxe para São Paulo mais de 96 toneladas de equipamentos para a indústria automotiva

Em um intervalo de apenas três dias o Brasil recebeu duas visitas do Antonov An-124, em dois aeroportos do país. No último sábado (6) o avião pousou no aeroporto internacional de São Paulo, o GRU Airport, procedente de Miami, nos Estados Unidos.

O gigante da Antonov Airlines, divisão de transporte aéreo do fabricante ucraniano, foi fretado pela Kuehne+Nagel para trazer para o Brasil mais de 96 toneladas de equipamentos para abastecer a indústria automotiva nacional.

A chegada do An-124 no GRU Airport foi precedida de dois voos realizados pelo modelo, também operado pela Antonov Airlines, que esteve em Belém, no Pará. A última visita ocorreu no dia 3 de março, quando um exemplar vindo da Austrália chegou à capital paraense às 17h com equipamentos que serão destinados ao setor de mineração. Um fretamento similar já havia sido realizado no dia 25 de fevereiro, tornando Belém um dos poucos aeroportos do país a receber o An-124 mais de uma vez em um intervalo de poucos dias.

A carga estava próxima do máximo que o avião pode transportar, que é de 120 toneladas, com volume total de até 1.050 m³. O An-124 tem 73 metros de envergadura por 69 metros de comprimento e 21 metros de altura. Por ter sido projetado para operar em pistas não preparadas, incluindo de grama ou terra, o avião foi equipado com 24 rodas, sendo vinte apenas no conjunto principal, que reduzem a pegada por polegada/tonelada em relação ao piso.

Atualmente o An-124-100 é o maior cargueiro produzido em série, enquanto seu irmão maior o An-225 é o maior avião do mundo, mas teve apenas uma unidade produzida. Uma curiosidade, o An-225 utiliza grande parte da estrutura básica do An-124, com mudanças no comprimento da fuselagem, asas de maior envergadura e cauda dupla, além de contar com dois motores adicionais.

Alguns An-124 foram modificados para ampliar seu peso máximo de carga paga em mais trinta toneladas, atingindo a incrível marca de 150.000 kg. Os aviões foram designados como AN-124-100M-150, onde a letra "m" simboliza a versão modernizada e o -150 reflete o peso máximo de carga em toneladas.

Segunda passagem do An-124 por Belém ocorreu no dia 3 de março, trazendo equipamento de mineração

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 7 de Março de 2021 às 16:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Antonov An-124 An-225 GRU Aiport Belém Pará São Paulo cargueiro avião gigante