Falta orçamento

Compra dos A330 da FAB é negada pelo Ministério da Economia

Pasta nega crédito para compra de aeronaves cargueiras anunciada pelo presidente Bolsonaro


Airbus A330 MRTT

Afirmação de compra de dois A330 pelo presidente Bolsonaro não detalhava qual versão avião seria adquirida 

O Ministério da Economia negou recursos para a compra de dois aviões Airbus A330 anunciados recentemente pelo presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião havia a intenção de usar R$ 500 milhões, oriundos de multas da Lava a Jato.

Segundo o jornal O GLOBO, o motivo da recusa pode ser o elevado custo operacional do A330, para o atual orçamento da FAB, mesmo após a afirmação do presidente de que as verbas para a aquisição das aeronaves seriam oriundas de cifras repatriadas de desvios de corrupção a partir de ações deliberadas pela Advocacia-Geral da União (AGU).

Apesar do uso do KC-390 para a realização do apoio logístico durante a pandemia, a vinda de duas unidades do A330 representaria uma ampliação da capacidade da FAB. Atualmente a força aérea está utilizando as suas aeronaves de transporte especial e multimissão para o transporte de insumos e pacientes graves do coronavírus, além das missões de rotina.

O Ministério da Economia negou o pedido de crédito suplementar por considerar não atender “aos preceitos de urgência, imprevisibilidade e relevância previstos na Constituição para a edição da Medida Provisória que liberaria os recursos extraordinários”.

“A ocorrência de novos colapsos logísticos no sistema de saúde de regiões e municípios de difícil acesso por terra se apresenta como possível, embora de dimensões imprevisíveis, e demandará respostas imediatas do Estado Brasileiro. Além disso, não há como projetar ou prever a evolução do número de casos e as dificuldades que surgirão no futuro próximo por conta de “terceiras e quartas ondas” de infecção da pandemia, assim como a reinfecção de brasileiro devido a disseminação de variantes do Coronavírus. Sendo assim, todo esse cenário exige uma ação efetiva e urgente do Estado” — diz a nota técnica do Ministério da Economia.

A escolha do A330, anunciada pelo presidente Bolsonaro, não detalhava qual modelo seria adquirido, se uma versão cargueira ou o modelo militar, designado como A330 MRTT. A AERO Magazine tratou do assunto da compra dos aviões, inclusive em uma conversa no YouTube, mostrando os desafios técnicos, orçamentário e estratégico.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 5 de Março de 2021 às 18:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Airbus aviação A330 MRTT FAB Paulo Guedes