Nova chance

737 MAX: Boeing reiniciou as entregas em dezembro

Retomada ocorreu após vinte meses da suspensão dos voos


United foi a primeira empresa aérea a receber o 737 MAX após a recertificação do modelo

A Boeing reiniciou a entrega dos 737 MAX após quase vinte meses, com a United Airlines sendo a primeira empresa aérea a receber o modelo. Dois 737-9 foram entregues na primeira quinzena de dezembro, marcando a nova fase do programa após a recertificação.

Os aviões, matrícula N27519 (msn 43459) e N27515 (msn 43452), foram entregues na primeira semana do mês, mas permaneceram por quase sete dias no Boeing Field, o aeroporto anexo a unidade de produção da família 737, em Seattle, nos Estados Unidos.

Na sequência a American Airlines recebeu dois 737-8, matrícula N323SG (msn 44474) e N318SF (msn 44473), entregues em 10 de dezembro e 14 de dezembro, respectivamente. Porém, até o momento os aviões estão armazenados no aeroporto de Tulsa, no estado de Oklahoma.

Por ora, as duas empresas se preparam para retomar os voos com a família 737 MAX, com a American devendo reiniciar as operações no dia 29 de dezembro e a United nas primeiras semanas de 2021.

Atualmente apenas a Gol está operando regularmente com o 737 MAX 8. A empresa brasileira realizou um processo de armazenamento que permitiu a retomada imediata dos aviões, ao contrário das demais companhias ao redor do mundo que optaram por uma estocagem de longo prazo. Ainda que a opção da Gol tenha gerado custos maiores, permitiu a recolocação das aeronaves na frota no curto prazo.

Vale ressaltar que a chegada dos demais aviões da Gol, armazenados nos Estados Unidos e ainda não entregues, deverão seguir o mesmo cronograma previsto para as demais companhias aéreas do mundo, visto o processo de preservação de longo prazo adotado pela Boeing.

A normalização do ritmo de entregas é previsto para ocorrer no primeiro semestre de 2021, com a retomada completa da produção dependendo das condições de mercado e das restrições sanitárias.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 22 de Dezembro de 2020 às 08:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Boeing 737 737 MAX United Airlines American Airlines Gol 737 MAX 8 FAA