Necessidade e demanda

Azul realizou o primeiro voo 100% cargueiros com o A320neo

Companhia transportou sete toneladas de carga entre Campinas e Belém, utilizando área da cabine e porões do avião


Carga foi acomodada sobre as poltronas e nos bagageiros superiores, em complemento aos porões

A Azul realizou seu primeiro voo com cargas em todo o espaço da aeronave, incluindo o transporte na cabine de passageiros, utilizando um Airbus A320neo na rota Campinas – Belém. A operação ocorreu no último dia 9, sendo uma resposta a demanda cargueira e a necessidade de ampliar a utilização da frota em meio a forte retração do mercado causada pela COVID-19.

Ao todo, sete toneladas de cargas foram transportadas, incluindo o uso dos assentos e compartimentos de bagagens (bins), além dos porões do avião. A estratégia ocorre logo após a Anac permitir o transporte de cargas na cabine de passageiros durante a pandemia.

LEIA TAMBÉM

Para realiza a operação a Azul Cargo Express contou com o apoio de equipes das áreas de engenharia, manutenção, frotas e safety. Com nove aviões dedicados exclusivamente para o transporte cargueiro, a unidade de cargas da Azul vem ampliando o uso de aviões de passageiros em missões especiais, especialmente no transporte de medicamentos e equipamentos.

Ao todo foram transportados sete toneladas de encomandas entre Campinas e Belém

“Estamos trabalhando intensamente para atender pedidos de transporte de cargas, mesmo em meio ao momento difícil pelo qual o mundo passa”, disse Izabel Reis, diretora da unidade de cargas da Azul.

Desde a autorização da Anac, a Azul tem utilizado parte de sua frota para reforçar o transporte logístico, prestando um serviço essencial em todo o país. A norma da agencia prevê que o uso da cabine de passageiros para transporte de carga é fundamental para a economia e também para o combate ao novo coronavírus, além de permitir a continuidade das cadeias de suprimentos brasileiras e globais.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 13 de Maio de 2020 às 09:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Airbus A320neo covid-19 coronavírus Azul Anac carga aérea Campinas Viracopos voos