De volta para casa

Estátua de 1.700 anos retorna para Turquia em um 777F

Turkish Cargo tem apoiado o esforço do governo turco em repatriar artefatos históricos do país


Após um longo processo de negociação a Turquia recebeu novamente a estátua da Deusa Cibele (Kybele, na transliteração literal), que foi transportada de Nova York para Istambul, em um Boeing 777F, da Turkish Cargo.

O transporte foi considerado uma das mais importantes missões de repatriamento de objetos históricos para a Turquia. A estátua da deusa-mãe Cibele do século III d.C, foi traficada para o exterior nos anos 1960 e devolvida para o povo turco em 12 de dezembro.

De acordo a Turkish Cargo, o transporte contou com cuidados elevados por se tratar de um importante artefato histórico de elevado valor cultural. A estátua de Cibele é um importante símbolo da Turquia, por representar a guardiã da abundância, tendo a sua origem da região centro-oeste da Antiga Ásia Menor, ou Anatólia, denominada Frígia na atual Turquia.

Estátua com mais de 1.700 anos retorna à Turquia após seis décadas

“A estátua de Cibele, que foi trazida de Nova York para Istambul, em 12 de dezembro com o patrocínio da Turkish Airlines, após grandes esforços legais do Ministério da Cultura e Turismo, será exibida no Museu de Arqueologia de Istambul”, disse a companhia aérea.

Nos últimos anos, a Turkish Cargo transportou em outras oportunidades importantes artefatos históricos dos palácios em Istambul de Topkapi e Dolmabahçe, contribuiu para o retorno das peças perdidas do Mosaico da Garota Cigana. A empresa carregou mais de 50 obras do Museu do Louvre em Paris para Teerã, assim como o sarcófago de Hercules, da Era Romana, de Genebra, na Suíça, para seu novo lar em Istambul.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 14 de Dezembro de 2020 às 16:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Boeing 777F Turkish Deusa Cibele Museu de Arqueologia Turquia Nova York NYC