Combate sem piloto

Rússia pode estar testando voo autônomo com seu mais moderno caça

Versão não tripulada do Sukhoi Su-57 poderá ser uma realidade segundo autoridades russas


Sukhoi Su-57 é o mais avançado caça da força aérea da Rússia

  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

A Rússia pode estar testando o modo pilotagem remota no caça de quinta geração Su-57. A opção de uma frota combinada entre aviões tripulados e autônomos tem sido cogitada pela maior parte das forças aéreas do mundo.

As informações sobre os ensaios com pilotagem remota para o Su-57 foram fornecidas por Yuri Slyusar, CEO da United Aircraft Corporation (UAC), a estatal que reúne a maior parte dos fabricantes aeronáuticos da Rússia. Em entrevista ao canal de TV Zvezda, subordinado ao ministério da Defesa russo, o executivo afirmou que diversas opções de aeronaves não tripuladas estão sendo avaliadas, inclusive uma versão do Su-57.

"De fato, estamos considerando as opções pilotada remotamente em muitas plataformas e, é claro, esse trabalho está sendo realizado no Su-57", disse Slyusar. Na entrevista não fica claro se o avião já está realizando voos sem piloto ou, por ora, o Su-57 é uma das opções para avaliar tal capacidade. "Este projeto é muito importante. Nossa tarefa agora é concluir os testes e começar as entregas em série no interesse da força aérea".

A Rússia espera ampliar sua frota de aeronave não tripuladas, seguindo a experiência já comprovada em combate dos Estados Unidos. Porém, caso lance uma versão sem piloto do Su-57 será um fato inédito ao adaptar um avião para dupla capacidade, de voar com e sem tripulantes. "O Ministério da Defesa está interessado nas primeiras entregas [de aeronaves não tripuladas]. Já em 2024 começaremos a formar um esquadrão de drones Hunter”, explicou Slyusar.

O Sukhoi S-70 Okhotnik-B (Hunter) é um veículo aéreo não tripulado em fase avançada de testes na Rússia

O Su-57 é um caça de quinta geração projetado como resposta ao F-22, norte-americano. O avião conta com tecnologia furtiva, proporcionado através do amplo uso de materiais compostos, capacidade de transportar em baias internas parte do armamento, assim como uma sofisticada eletrônica embarcada.

O avião foi desenvolvido dentro do programa PAK-FA, que pretendia desenvolver uma aeronave de quinta geração capaz de substituir a frota de Sukhoi Su-27 em serviço na Rússia. O primeiro voo do Su-57 ocorreu em janeiro de 2010, com sua primeira aparição pública ocorrendo um ano mais tarde, no Moscou Air Show (MAKS).

Atualmente a força aérea da Rússia possui um pedido firme para 76 aeronaves do tipo. Recentemente a UAC divulgou algumas imagens inéditas da linha de produção do modelo.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 26 de Agosto de 2020 às 09:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião UAC Sukhoi Su-57 Su-27 MAKS F-22 USAF Red Army Rússia não-tripulado