Sem fumaça e barulho

Pesquisa promete tornar em breve os voos menos poluentes e mais silenciosos

Estudo em parceria entre a Boeing, Etihad, Nasa e Safran está utilizando um 787-10 Dreamliner como plataforma de testes


Programa ecoDemonstrator deverá gerar importantes dados para indústria aeronáutica avançar em projetos futuros

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

A Etihad Airways iniciou uma série de voos especiais com seu mais novo 787-10 Dreamliner, que está sendo utilizado em parceria com a Boeing dentro do programa ecoDemonstrator, que visa reduzir o impacto ambiental causado pela aviação comercial.

A aeronave foi equipada com sistemas equipamentos que visam monitoras as emissões de CO₂ e obter dados do impacto acústico gerado em todas as fases do voo. Aliás, foram instalados 1.200 microfones para coletar dados em diversos pontos do avião e no solo.

O programa conta ainda com a colaboração entre a Nasa e a Boeing para melhorar a previsibilidade de ruído na fase de projeto, promovendo ainda novos modelos para os pilotos reduzirem o ruído durante a operação atual.

“Na Nasa temos pesquisado as fontes individuais de ruído dos aviões, suas interações com a estrutura e como se combinam ao ruído total da aeronave”, disse Dr. Russell Thomas, líder técnico do projeto na Nasa. “Este teste de voo exclusivo e cuidadosamente planejado fornece o ambiente onde todos esses efeitos são medidos, o que será a chave para o avanço de nossa capacidade de projetar aeronaves de baixo ruído”.

Atualmente sabe-se que aproximadamente um quarto do ruído gerado na fase de aproximação é causado pelo trem de pouso, por seu arrasto aerodinâmico em voo. O programa ecoDemonstrator está sendo analisado pela Safran Landing Systems, fabricante de sistemas de trem de pouso, que está testando novas tecnologias e desenhos para criar um modelo mais silencioso.

“Nossa colaboração com a Nasa e a Safran é fundamental para acelerar a inovação e promover a missão do ecoDemonstrator de melhorar a sustentabilidade das viagens aéreas”, disse Rae Lutters, engenheira-chefe do programa ecoDemonstrator. “Estamos ansiosos para ver o planejamento de um ano ganhar vida quando começarmos os testes”

Outro importante estudo está sendo conduzido em relação aos combustíveis. Em todos os voos de testes o 787 está sendo abastecido com uma mistura de 50% de combustível sustentável e querosene de aviação.

Apesar de ser um projeto voltado para um desempenho mais sustentável, a Boeing também aproveitou o momento para realizar testes com um bastão de luz ultravioleta portátil para determinar a eficácia na desinfecção de coronavírus na cabine da aeronave testada.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 31 de Agosto de 2020 às 10:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 787 787-10 Dreamliner coronavirus SaframNasa Etihad Airways ecoDemonstrator ecológico