Resultados ainda no azul

Pandemia reduz ritmo de entrega da Airbus no mês de julho

Nos primeiros sete meses do ano o fabricante obteve uma carteira líquida de pedidos para 302 aviões


Família de aeronaves remotorizadas da Airbus lideraram pedidos em 2020, mesmo diante da pandemia

  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

A Airbus divulgou o balanço de julho de 2020, registrando quatro novos pedidos no mês e 49 entregas. O resultado dos primeiros sete meses do ano aponta uma lista de 369 pedidos brutos de aeronaves, que ajustados aos cancelamentos, encerrou com 302 pedidos líquidos.

No último mês as entregas foram apenas dos modelos das famílias de corredor único, sendo dois A220-300, destinados a Air Canada e Egypt Air, além de outras 47 aeronaves da família A320neo, incluindo o primeiro A321neo à Middle East Airlines (MEA), do Líbano, e da indiana Vistara, este último através da Air Lease Corporation.

A carteira de pedidos de aeronaves da Airbus até o dia 31 de julho era de 7.539, incluindo 524 A220, 6.125 aeronaves da Família A320, sendo 6.065 pedidos da família A320neo, 321 encomendas do A330, dos quais 286 são da série A330neo, 560 aviões A350 XWB e nove A380.

Em julho de 2019, o fabricante registrou pedidos de 33 jatos comerciais e realizou 69 entregas. Todavia, com a pandemia no mesmo período diversas empresas aéreas cancelaram ou adiaram suas entregas.

O impacto do novo coronavírus foi sentido na drástica redução da demanda por aeronaves do fabricante europeu, que no primeiro semestre, encerrado em 30 de junho, registrou 298 pedidos líquidos e um total de 196 entregas.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 7 de Agosto de 2020 às 17:30


Notícias notícia de aviação aeronave avião Airbus A220 A320 A320neo A330neo A350 A380 Air Canada MEA Líbano Índia covid-19 pandemia