Legado para toda aviação

Engenheiro que ajudou criar o sistema Fly By Wire morre aos 88 anos

Bernard Ziegler foi piloto de testes e um dos engenheiros que ajudou a consolidar a Airbus


Bernard Zigler

Bernard Ziegler na cabine do Airbus A320

Um dos responsáveis pela implementação do sistema de voo Fly-By-Wire (FBW) na Airbus, o engenheiro Bernard Ziegler, faleceu aos 88 anos.

Além de ser ex-piloto de testes e ex-vice-presidente sênior do fabricante europeu, Ziegler foi também responsável pela estruturação da unidade de ensaios em voo da Airbus. No início dos anos 1970 quando o A300, o primeiro avião do consórcio europeu ainda tomava forma, o engenheiro coordenou o time que iria realizar a complexa e delicada etapa de ensaios em voo com o modelo.

Uma década depois Ziegler foi fundamental para a introdução do sistema FBW no A320, que entrou em serviço em 1988. O uso de controle por comandos elétricos revolucionou a indústria e ampliou a proteção do envelope de voo de toda a família de aviões da Airbus. Além disso, permitiu a padronização dos conceitos de layout e filosofia de voo de todos os modelos lançados pelo consórcio europeu desde então.

Com uma notória carreira de quatro décadas, Ziegler percebeu todo o potencial que a tecnologia FBW poderia trazer, incluindo a proteção de envelopes de voo incorporada ao software de controle, se tornando fundamental para a adoção padrão em todas as aeronaves de geração atual da Airbus e em aeronaves modernas de passageiros.

Nascido em 1933, em Boulogne sur Seine, na França, Ziegler formou-se em 1954 na prestigiada Escola Politécnica Francesa, e, mais tarde se tornou piloto de caça da força aérea francesa por dez anos.

No início da década de 1960, concluiu a graduação de engenharia aeronáutica na renomada ENSA (l'Ecole Nationale Supérieure de l'Aéronautique), em Toulouse, onde estava sendo estruturada a criação de um novo conglomerado aeroespacial liderado pela França e Alemanha. Enquanto Ziegler participava da formação de pilotos de teste de voo, antes de assumir uma carreira como piloto de teste militar, a Airbus tomava forma.

Com o ingresso na Airbus em 1972, como piloto de testes, Ziegler recebeu a tarefa de criar e estrutura a divisão de ensaios de voo. Um dos maiores desafios era unificar em uma mesma equipe líderes e membros dos quatro países parceiros da Airbus, alinhando culturas e escolas de aviação distintas.

Atuando como piloto de teste, Bernard Ziegler pilotou o primeiro voo do A300, em 1972, e antecipado o programa de desenvolvimento da tecnologia FBW para a aviação civil. Na ocasião poucos modelos militares utilizavam a tecnologia, que dependia dos ainda arcaicos computadores de voo existentes nos primeiros anos da década de 1970.

Dez anos depois, com a evolução da computação, o Fly-By-Wire revolucionou a indústria da aviação ao ampliar a segurança de voo, reduzir a carga de trabalho dos pilotos, oferecer menos componentes mecânicos e monitorar em tempo real todos os sistemas de aeronaves.

Até a sua aposentadoria em dezembro de 1997, Ziegler foi vice-presidente sênior de engenharia da Airbus.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 6 de Maio de 2021 às 14:40


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Airbus Fly-by-wire A300 A320 FWB Bernard Ziegler