AERO Magazine

Bons ventos de cauda

Mercado de asas rotativas deverá crescer em média 3% ao ano

Melhoria no cenário econômico global permite projeções otimistas ao setor

Da redação em 16 de Maio de 2019 às 14:00

Acontece na Heli Xp 2019 Financie com Bradesco Leasing 

O mercado mundial de asas rotativas é basicamente atrelado aos movimentos da economia, por ser uma das principais ferramentas de negócios disponíveis para maximizar o tempo de executivos.

Após sofrer o impacto global da crise financeira de 2008, e contratempos regionais, como a grave redução na atividade econômica brasileira, como um todo o setor mostra sua recuperação. No Brasil mesmo com crescimento ínfimo da economia, a compra e venda de helicópteros se mantém estável nos últimos meses.

LEIA TAMBÉM

Mercado e óleo e gás passou por extensas alterações nos últimos anos

Internacionalmente o mercado se mostrou mais otimista. Executivos do setor mantém o sentimento de que “o pior já passou” e que todos os ajustes já foram efetuados. Com isso a expectativa é que haverá crescimento continuo nos próximos anos, sempre na faixa de 2-3%, com a expectativa de venda de aproximadamente 2.000 novos helicópteros no próximo ano.

O mercado sofreu grandes transformações, as empresas de leasing de helicópteros passam por uma consolidação com a aquisição da Waypoint pela australiana Macquaire, e os grandes operadores dedicados ao mercado de óleo e gás passam por profunda reestruturação. Em contrapartida, o mercado de segurança pública e de resgate aeromédico segue em crescimento, demandando novos helicópteros com características específicas.

ASSINE AERO MAGAZINE COM DESCONTO


Notícias Bell Airbus Helicopters Leonardo Robinson helicópteros Sikorsky


Boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas